São João

Maior São João do Mundo: Campina Grande recebe artistas consagrados

Da Redação*
Publicado em 23 de junho de 2024 às 11:51

show parque do povo

Foto: Emily Piano/Repórter Junino

Continua depois da publicidade

Na última sexta-feira (21), Campina Grande sediou mais um início de fim de semana marcado por muito forró, poesia e boa música. Como forma de brindar a música nordestina, o palco principal recebeu as atrações: Deanzinho, Os 3 do Nordeste, Ton Oliveira e Geraldo Azevedo.

O show do artista paraibano Deanzinho foi o primeiro da noite. Ele, que vem da cidade de Esperança/PB, não segurou a emoção de dividir a noite com grandes nomes do MPB e do forró. Além disso, mostrou perseverança ao relatar que fazia tempo que esperava por um momento no São João de Campina Grande.

Forró de verdade, molejo e um trio arretado com 55 anos de história; é assim “Os 3 do Nordeste”. Um público fiel dançou, no pátio dos forrozeiros, cada minuto que pôde, como se não houvesse chuva. Assim como a música: “É proibido cochilar”, mas se molhar não. Além desse mantra que não pode faltar no show, o público ainda ouviu: “Forró de Tamanco” e “Forró Animado”.

A terceira atração da noite ficou por conta do campinense Ton Oliveira. Conhecido por músicas de duplo sentido e de uma sanfona bem marcada para os forrozeiros dançarem, não deixou de cantar o hino não oficial do Estado: “Paraíba Joia Rara”. Em casa, espelhou sua satisfação em cantar não só para os fãs, mas para os parentes e amigos que o acompanham nessa história de dedicação à cultura nordestina.

Para encerrar a noite, Geraldo Azevedo veio como um dia branco e tomou conta dos forrozeiros de plantão. O público presente acompanhava cada canção eternizada na voz do pernambucano. Canções como “Dia Branco”, “Táxi Lunar”, “Dona da minha cabeça” e “Chorando e Cantando” ecoaram no Parque do Povo. Geraldo tem em sua carreira uma coleção de parcerias que se eternizaram nos corações dos fãs: “O Grande Encontro”, idealizado com Zé Ramalho, Alceu Valença e Elba Ramalho, além do projeto “Voz e Violão”, com Chico César.

Em entrevista, Geraldo Azevedo mencionou a importância dessas parcerias: “Eu adoro a parceria, sozinho a gente não faz muita coisa não. Quando se junta com pessoas que têm talento, a coisa fica mais forte”.

Projetos e grandes encontros da música brasileira é um alento para os ouvidos da população que deseja música boa e valorização da cultura nordestina. Como forma de espalhar essa tradição para outros lugares, Geraldo Azevedo anunciou ainda “Turnê e Voz” nos Estados Unidos e Canadá.

*Repórter Junino – Reportagem: Eduarda Queiroz/Fotografia: Emily Piano/ Editoria: Gabryele Martins

 

Siga nosso Instagram: @paraiba_online

Valorize o jornalismo profissional e compartilhe informação de qualidade!

ParaibaOnline

© 2003 - 2024 - ParaibaOnline - Rainha Publicidade e Propaganda Ltda - Todos os direitos reservados.