Política

Petistas continuam em espera sobre decisão do partido em relação à disputa em João Pessoa

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba)
Publicado em 16 de maio de 2024 às 19:41

luciano cartaxo

Foto: ParaibaOnline

Continua depois da publicidade

Teve muita confusão, bate-boca e discussão na reunião realizada nesta quinta-feira (16), em João Pessoa, com o Grupo de Trabalho Eleitoral do Partido dos Trabalhadores, presidida pelo senador, Humberto Costa, e representantes do partido no estado e na capital para resolverem a questão do processo eleitoral se o partido vai ou não disputar com candidatura própria..

O fato é que não houve consenso entre os petistas e, mais uma vez, foi adiada, cuja decisão deverá ser divulgada na próxima segunda-feira (20).

Contudo, conforme informações do presidente municipal da legenda, Marcus Túlio, a indicação maior é pela candidatura própria.

Em entrevista concedida à imprensa no início da noite, o presidente se mostrou irritado com a falta de definição, que segundo ele, só tem prejudicado o andamento do calendário eleitoral do PT de João Pessoa para colocar a candidatura na rua.

O novo impasse é para realização de uma pesquisa interna porque como ficou decidido que não há mais prévias, mas dois candidato estão no páreo pela disputa da prefeitura de João Pessoa, os deputados Cida Ramos e Luciano Cartaxo, que havia retirado o nome, caso houvesse as prévias, mas voltou atrás da decisão

”Não tem mais sentido postergar essa decisão sob o fundamento de se realizar uma nova pesquisa”, atestou o presidente, que avalia que a demora na decisão tem causado um prejuízo irreversível da participação do PT nas eleições municipais.

“Estamos travados há sessenta dias por conta dessa indefinição. A chapa proporcional está se desfazendo com candidatos desistindo a cada semana e qualquer que seja o desfecho na segunda-feira, seja por candidatura própria, já existe um prejuízo inconteste”, avaliou.

Como a regra do PT, nas capitais e nas cidades com mais de 100 mil eleitores, quem bate o martelo é a direção nacional, Marcus Túlio destacou que,inclusive na reunião de segunda-feira (20), ainda não ficou em pauta, João Pessoa.

“Se a direção nacional já tem uma posição acerca de candidatura própria e qual o nome que ela quer ou acerca de uma aliança, que ela se decida, se há uma predileção por A ou B, que chegue na segunda-feira e diga porque se a gente for fazer uma pesquisa vai causar mais três semana de atraso. Portanto, não quero pesquisa. Esta é a minha defesa”, declarou.

 

.

 

Valorize o jornalismo profissional e compartilhe informação de qualidade!

ParaibaOnline

© 2003 - 2024 - ParaibaOnline - Rainha Publicidade e Propaganda Ltda - Todos os direitos reservados.