Deputado comenta caso do influencer paraibano que foi preso por atentado à democracia

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba)

Publicado em 04/12/2023 às 19:29

Valorize o jornalismo profissional e compartilhe informação de qualidade!

O deputado federal, Cabo Gilberto (PL) comentou com a imprensa o caso do influencer bolsonarista Rodrigo Lima, que foi preso como suspeito de incitar os atos golpistas do dia 8 de janeiro.

Na última sexta-feira (1), ele foi solto após decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes.

Para o deputado, Rodrigo Lima foi vítima de uma injustiça porque foi uma prisão legal e inconstitucional. Segundo ele, até hoje,o influencer não sabe do que estava sendo acusado.

“Estamos vivendo uma situação muito difícil no nosso país com a Constituição sendo desrespeitada justamente por quem deveria cumpri-la. Você vê a Polícia Federal invadindo a casa das pessoas sob decisões ilegais, ao arrepio da lei sem o devido processo legal. Isso é péssimo para a democracia”, disse.

Foto: Ascom/Câmara

Foto: Ascom/Câmara

Gilberto disse ainda que grande parte da mídia está arrependida por ter “passado pano” nessas decisões ilegais da Suprema Corte brasileira.

“A liberdade de imprensa está totalmente ameaçada porque a Suprema Corte decidiu que o veículo de imprensa pode ser responsabilizado por declarações de terceiros. É o que eu sempre digo: a ditadura chega num momento ou outro, mas chega a todos”,destacou

Ele disse ainda que o caso de Rodrigo Lima vai ficar sem reparação porque não se tem mais a quem recorrer.

“Só a Deus e fica assim. Pessoas morrem, são presas de forma inconstitucional, pessoas se suicidam como foi um caso em Brasília, são multadas e humilhadas usando tornozeleira eletrônica sem qualquer crime que tenha cometido. Por exemplo: Rodrigo nem estava em Brasília, mas o caso foi generalizado. Quem errou que pague caro, mas desde que haja o devido processo legal”, avaliou.

2021 - ParaibaOnline - Rainha Publicidade e Propaganda Ltda - Todos os direitos reservados.

BeeCube