Paraíba

Chalé Saudavelmente vende artigos dos cidadãos da Rede de Saúde Mental

Da Redação com Codecom/CG
Publicado em 28 de junho de 2024 às 19:19

chalé saudavelmente

Foto: Codecom/CG

Continua depois da publicidade

A Vila do Artesão dispõe de um box que faz mais do que vender artesanato.

O Chalé Saudavelmente comercializa peças de artesanato produzidas pelos usuários atendidos na Rede de Saúde Mental de Campina Grande.

O espaço funciona de quarta a domingo, das 9h às 19h, e é coordenado pela Secretaria Executiva de Saúde Mental de Campina Grande.

Os artigos são confeccionados pelos usuários dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps) e moradores das Residências Terapêuticas, bem como pelas pessoas que frequentam as oficinas terapêuticas do Centro de Convivência. São peças de trabalhos de habilidades manuais, arte em tecido, pinturas, entre outros.

“É um importante meio de geração de renda e de reinserção social. Os turistas e consumidores podem comprar e ainda fomentar a reinserção dos nossos usuários. Eles estão super participativos, estão ansiosos para venderem os seus produtos. É algo bem significativo dentro da pauta de atenção psicossocial que trabalhamos no Município. É algo inovador, já que não temos registros de ações como essa em outras cidades”, disse a coordenadora do Saudavelmente, a doutora em psicologia Lívia Sales.

Tânia Maria é usuária do Caps e expõe seus produtos no Chalé Saudavelmente.

“Eu fazia coisas simples, mas foi lá que eu aprendi a fazer mais e me identifiquei porque precisei ter paciência e administrar a questão do tempo”, disse.

As ações utilizando a arte como recurso terapêutico são constantes na rede de Saúde Mental de Campina Grande, dentro de uma perspectiva de abordagem artística às pessoas com questões psíquicas, conforme os ensinamentos de Nísia da Silveira.

Os pacientes/pessoas utilizam os espaços públicos e desenvolvem atividades de música, dança e artes visuais nos parques da cidade. Recentemente, também foi iniciado o projeto “Conhecendo Campina”, que leva os moradores das Residências Terapêuticas aos pontos turísticos do Município.

Campina Grande tem uma rede com oito Centros de Atenção Psicossocial, quatro Residências Terapêuticas, 1 Centro de Convivência e os leitos de emergência psiquiátrica no Hospital Municipal Dr. Edgley.

Em 2021, a Prefeitura de Campina Grande abriu o Ambulatório de Saúde Mental Psicóloga Ivânia Rodrigues, na Policlínica do Catolé.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) também dispõe de atendimento com psiquiatra para casos graves.

Em 2023, foi lançada a Clínica Escola do Autismo AFETO e a previsão é que novos serviços sejam abertos, transformando a rede em Complexo de Saúde Mental, com mais dois Caps, duas unidades de acolhimento e reativação de duas residências terapêuticas.

Siga nosso Instagram: @paraiba_online

Valorize o jornalismo profissional e compartilhe informação de qualidade!

ParaibaOnline

© 2003 - 2024 - ParaibaOnline - Rainha Publicidade e Propaganda Ltda - Todos os direitos reservados.