Paraíba

CRM-PB vai apurar cirurgia errada em criança no Hospital de Trauma de Campina Grande

Da Redação
Publicado em 26 de abril de 2024 às 15:40

hospital-de-trauma-de-campina-grande

Foto: Ascom/Trauma

Continua depois da publicidade

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) informou que está acompanhando o caso da menina de seis anos que foi vítima de erro médico no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande.

Conforme o presidente da entidade, Bruno Leandro de Sousa, uma sindicância foi instaurada para “apurar o erro.

Entenda o caso:

Uma falha em uma cirurgia no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande resultou no afastamento de uma equipe médica. O caso ocorreu durante um procedimento em uma criança de 6 anos, que estava internada para tratar um trombo e uma celulite infecciosa.

Inicialmente programada para uma intervenção na perna direita, a criança passou mais de duas horas na sala de cirurgia. Contudo, ao ser transferida para a enfermaria, a mãe percebeu que a cirurgia havia sido realizada na perna errada. Inclusive, durante o procedimento, foram inseridos pinos na perna incorreta da paciente.

Após a identificação do equívoco, a criança retornou ao centro cirúrgico para um novo procedimento. O diretor-técnico da unidade, Flavio Daniel, ordenou uma sindicância para investigar o ocorrido. Como medida imediata, toda a equipe envolvida foi afastada até a conclusão da apuração.

O Hospital de Trauma de Campina Grande emitiu uma nota oficial, manifestando solidariedade à família e reiterando sua posição contra atos falhos ou erros médicos. O incidente destaca a importância da segurança e precisão nos procedimentos hospitalares, bem como a necessidade de rigorosas medidas de controle de qualidade.

Valorize o jornalismo profissional e compartilhe informação de qualidade!

ParaibaOnline

© 2003 - 2024 - ParaibaOnline - Rainha Publicidade e Propaganda Ltda - Todos os direitos reservados.