Veja os detalhes da reunião do governador com a segurança pública da Paraíba

Da Redação

Publicado em 04/01/2022 às 14:24

Valorize o jornalismo profissional e compartilhe informação de qualidade!
Foto: Ascom

Foto: Secom/PB

“Foi um grande avanço. Eu espero que a categoria aprove nossa proposta e eu torço por isso porque estamos indo ao limite que o governo tem capacidade de suportar para pagar. Não adianta prometer e não ter como pagar”. Foi o que declarou o governador João Azevêdo (Cidadania), na primeira rodada de negociação de aumento salarial com a Polícia Militar da Paraíba.

O governador assegurou logo de imediato para todos um aumento de 10% no salário da categoria ativa e inativa e a incorporação de 80% da bolsa desempenho para o soldo e habilitação para que quem se aposentar no futuro possa levar esse percentual para a reforma.

“Esta incorporação acontecerá dentro do prazo de 36 meses, começando a partir deste mês de janeiro. Isso é um avanço extraordinário, até porque o inativo hoje recebe zero de incorporação e agora passará a ter o benefício que vai progressivamente crescendo e nesse prazo ele terá 80% da bolsa incorporada, assim como o ativo”, garantiu.

Segundo ele, os 20% restantes serão fundamentais para se fazer gestão, por isso que o governo não propôs os 100%.

“Foram ganhos extraordinários e eu tenho certeza absoluta, que a categoria vai aceitar e concordar com a nossa proposta, afinal de contas, nós estamos resgatando uma situação gerada há 12 anos com a defasagem da bolsa”, disse.

Azevedo explicou que com relação à Lei de Proteção Social houve um compromisso de que seria encaminhada para a Assembleia Legislativa, o detalhamento referente às promoções, que gerou dúvidas quando da votação na Casa.

Outro ponto discutido foi a redução do prazo de dez anos na promoção de Cabo e de Cabo para 3º Sargento. A questão da hora extra também será majorada em função do percentual que será dado dentro da proposta do governo para soldados, cabos e sargentos de 100% de aumento para os trabalhos realizados nas datas especiais, a exemplo do carnaval e final de ano.

“Na verdade estamos fazendo justiça com o inativo e com o ativo, que agora sabe que terá melhores condições de promoção, de ir para a reforma com a garantia de levar um percentual elevado da bolsa”, pontuou.

 

 

Colunistas

2021 - ParaibaOnline - Rainha Publicidade e Propaganda Ltda - Todos os direitos reservados.

BeeCube