...

Campina Grande - PB

Sindicato dos Vigilantes denuncia que segurança no PP está desregulamentada

20/06/2017 às 12:58

Fonte: Da Redação*

O presidente do Sindicato dos Vigilantes de Campina Grande, Edmir Bernardo, disse que as empresas que prestam serviços de vigilância durante o Maior São João do Mundo estão irregulares.

Em entrevista à Rádio Campina FM, o sindicalista disse que para prestar serviço, a empresa precisa estar regulamentada na Polícia Federal, e os seguranças devem ter um curso de extensão específico para eventos de grande porte.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

Segundo ele, em Campina Grande, nenhuma empresa da área possui profissionais com esta especialidade.

Por esta questão, ele revelou que no último dia 6 encaminhou ofício para a PF e à Delesp, que é a Delegacia de Controle de Segurança Privada, para realizarem fiscalização no local.

– Comunicamos a irregularidade à Polícia Federal com medo de acontecer algum sinistro com os vigilantes, e depois sair a notícia que o sindicato foi omisso. Para fazer aquele serviço a Prefeitura ou a Aliança deveria ter contratado uma empresa especializada no serviço de vigilância e em eventos de grande porte – disse ele.

Edmir ressaltou que há quatro anos, os vigilantes que trabalham durante o festejo junino da cidade não são regulamentados e que é preciso que a Prefeitura faça uma licitação para a contratação, pois os direitos dos trabalhadores também têm que ser resguardados.

– Um evento grande como este tem que colocar uma empresa de vigilância credenciada, tudo certinho, mas já faz uns quatro anos que a empresa de vigilância regulamentada pela Polícia Federal não faz mais aquele serviço. Se fosse empresa de vigilância, os profissionais deveriam ter seguro de vida, pois é obrigatório; ticket alimentação; carteira assinada, mesmo sendo apenas por trinta dias ou contrato diligencial – ressaltou.

*As informações repercutiram na Rádio Campina FM.

Veja também

Comentários