SES recomenda nova dose da vacina bivalente contra Covid para idosos e imunocomprometidos

Da Redação com Secom/PB

Publicado em 06/12/2023 às 17:27

Valorize o jornalismo profissional e compartilhe informação de qualidade!

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) está recomendando uma nova dose da vacina bivalente contra a Covid 19 para pessoas com 60 anos ou mais e imunocomprometidos (pacientes com mecanismos de defesa – sistema imunológico – comprometidos) acima de 12 anos de idade.

O intervalo entre a última dose do imunizante deve ser de 6 meses e a vacina já está disponível para a população nas salas de vacinação municipais. A medida segue a indicação nacional do Ministério da Saúde, em virtude do cenário epidemiológico do estado do Ceará, que vem enfrentando um aumento de casos devido a novas subvariantes da ômicron.

Na Paraíba, o cenário epidemiológico atual é estável, não apresentando aumento de casos da doença, consequentemente, não há registro crescente de casos graves, que necessitem de internação ou de óbitos. A taxa geral de positividade da Covid-19 no estado, da primeira semana de janeiro até o início de dezembro, é de 4,92%.

O número de exames realizados por mês também apresenta queda desde maio, com uma leve variação na positividade no mês de novembro, o que não representa aumento significativo, uma vez que, das 659 amostras recebidas, apenas 61 tiveram resultado detectável.

© Tânia Rêgo/Agência Brasil

Foto: Abr

O secretário de Estado da Saúde, Jhony Bezerra, explica que as vacinas contra a Covid-19 estão disponíveis nos 223 municípios da Paraíba e que é importante as pessoas estarem protegidas, principalmente nesse período de festas de final de ano, quando o estado recebe muitos turistas, e de férias, que estimulam a aglomeração. “Tomar essa nova dose da bivalente é muito fácil, a pessoa deve procurar uma unidade de saúde mais próxima da sua residência e levar a caderneta de vacinação para que o profissional de saúde possa avaliar se faz seis meses que ela tomou a última dose. Estar devidamente imunizado garante a proteção individual e coletiva, dessa forma, continuaremos com um cenário epidemiológico confortável”, ressaltou.

O grupo de maior risco e que exige cuidados redobrados corresponde a idosos e imunocomprometidos, que são as pessoas que vivem com HIV, que foram transplantadas, que estão em uso de imunossupressores, com doença renal crônica em hemodiálise, pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos seis meses e pessoas com neoplasias hematológicas.

A SES reforça ainda a importância de serem mantidas medidas não farmacológicas para a redução dos riscos da infecção ou disseminação da Covid-19 e outros vírus respiratórios, como usar máscaras de qualidade; ter boa ventilação nos ambientes; evitar aglomerações e ambientes fechados ou mal ventilados; e a higienização das mãos com álcool 70% ou água e sabão. A testagem da Covid-19 pode ser realizada a partir do segundo dia de sintomas. Em casos de insistência dos sintomas gripais, mesmo após um eventual resultado negativo na testagem, é necessário considerar uma retestagem no quarto ou quinto dia de sintomas.

2021 - ParaibaOnline - Rainha Publicidade e Propaganda Ltda - Todos os direitos reservados.

BeeCube