Emocionante reencontro de paciente internado há quatro anos com o mar

Da Redação

Publicado em 12/06/2022 às 13:39

Valorize o jornalismo profissional e compartilhe informação de qualidade!
Foto: Ascom

Foto: Ascom

Cabo Branco, Tambaú, Manaíra. Rever a orla de João Pessoa, após quatro anos sem apreciar o mar, era o sonho do motorista Jarbas Gomes dos Santos, 53 anos.

Paciente do Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW-UFPB/Ebserh), onde está internado há dois meses na Clínica Médica, ele percorreu parte das três principais praias da capital paraibana na última quinta-feira.

A ação foi desenvolvida por uma equipe multiprofissional, vinculada à Gerência de Atenção à Saúde do hospital-escola.

O tempo estava nublado, um leve sereno pousava sobre o dia, mas nada disso atrapalhou o momento especial. Seu Jarbas viu o mar e ficou feliz.

“Eu senti muita emoção. Muita emoção mesmo. Quando eu disse que queria isso, é porque eu gosto muito da praia”.

Ele agradeceu a Deus e à equipe do hospital pelo sonho realizado. “Eu queria agradecer a vocês todos, de coração, por satisfazer para mim esse desejo.  Primeiro a Deus, né? Segundo a vocês”.

Cerca de um mês e meio atrás, seu Jarbas sofreu duas amputações na perna direita devido a complicações do diabetes. Enquanto era conduzido por uma equipe multiprofissional em uma cadeira de rodas, ele observava o movimento na orla, apreciava a leve maresia, sentia a brisa no rosto e aspirava o aroma característico do lugar.

Obrigado a conviver entre sondas e remédios há cerca de 60 dias, seu Jarbas parecia satisfeito por voltar a sentir o cheiro do mar. Também pôde ver o largo da praia de Tambaú, que ainda não conhecia, e tirar fotos em frente ao novo letreiro instalado no Busto de Tamandaré.

O passeio se estendeu até a praia de Manaíra, onde seu Jarbas e a equipe assistencial pararam um pouco, enquanto turistas passavam pelo local.

Era hora de contemplar o vai e vem das ondas, os barcos ali atracados, o vento a brincar com as palhas dos coqueiros. Debaixo de um pé de castanhola, um grupo de pescadores observava a cena com curiosidade, afinal não é todo dia que pessoas com jaleco e um paciente são vistos na praia.

Pouco depois, o passeio foi encerrado na praia de Manaíra mesmo. Seu Jarbas se sentia bem, mas já se dava por satisfeito.

No retorno para o Hospital Universitário, ele conversou um pouco com a equipe que o acompanhava e relatou que costumava ir à praia nos fins de semana, quando estava bem de saúde.

Na folga do trabalho como motorista de transporte coletivo, ele se divertia muito. Era dia de tomar banho de mar, jogar bola com os amigos, curtir a vida em um barzinho da orla com a família.

Entre uma e outra pequena conversa, o motorista deu alguns cochilos a caminho do hospital. Mesmo rápido, o passeio deve tê-lo enfadado um pouco. Era hora de seu Jarbas descansar do pequeno sonho que acabara de viver.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

Atividade foi planejada pela equipe assistencial    

O passeio terapêutico realizado nesta sexta-feira pelo HULW envolveu vários profissionais do hospital-escola da UFPB, que é vinculado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

A ideia de realizar a ação de humanização surgiu há cerca de 15 dias, quando o próprio paciente manifestou o desejo de ver o mar. Jarbas dos Santos começou a falar sobre o assunto após passar por uma segunda cirurgia, em menos de um mês, para amputação da perna direita.

“Ele disse que estava com o sentimento de que iria partir e falou que queria ver o mar”, afirmou o médico Eduardo Gomes de Melo, que é clínico geral e geriatra.

“Jarbas é um paciente muito debilitado, o futuro dele é incerto, e a gente pensou que deveria atender o desejo dele e tornar esse dia viável”, comentou. “Mas quem sabe a hora de partir é Deus. Ainda temos planos de fazer uma cirurgia cardíaca em seu Jarbas”, afirmou o médico.

O especialista comentou que, para a execução do passeio terapêutico, vários profissionais do HULW foram acionados.

“Toda a equipe do HULW de prontidão se mobilizou para promover essa ação: psicólogos, assistente social, enfermeiros, superintendência, fico feliz por a gente ter atendido esse sonho”.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

A psicóloga Juliana Ramos, residente do Programa de Residência Integrada Multiprofissional em Saúde Hospitalar (Rimush), também demonstrou satisfação.

“Eu senti uma gratidão, uma paz, uma satisfação em poder atender esse desejo do paciente”, declarou.

“É muito importante ver até aonde a gente pode ir, quais são nossos limites dentro da Clínica Médica e o que a gente pode fazer para atender a demanda emocional desse paciente. para que ele se sinta mais acolhido e confortável o possível”.

Motorista de ônibus coletivo, atualmente afastado pela Previdência por motivos de saúde, Jarbas dos Santos é morador de João Pessoa.

No passeio à orla da capital para realizar o sonho de ver o mar, ele foi acompanhado por:  Eduardo Gomes, clínico geral; Juliana Ramos, psicóloga residente da Rimush; Lenystonys Veríssimo, enfermeiro (equipe ambulância); José Carlos Xavier, técnico de enfermagem (equipe ambulância); Albino Teles, técnico de enfermagem (equipe ambulância); Adriano Tavares, motorista; e Angélica Lúcio, jornalista.

A iniciativa teve como objetivo promover o bem-estar do paciente por meio de uma atividade de lazer fora do ambiente hospitalar.

Colunistas

2021 - ParaibaOnline - Rainha Publicidade e Propaganda Ltda - Todos os direitos reservados.

BeeCube