Paraíba confirma primeira morte por chikungunya de 2022

Da Redação

Publicado em 03/05/2022 às 17:53

Valorize o jornalismo profissional e compartilhe informação de qualidade!
Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

A Paraíba registrou a primeira morte por chikungunya de 2022 nessa segunda-feira, 2. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES), a vítima trata-se de uma jovem de 15 anos que faleceu no dia 8 de março, e o óbito estava em investigação pelo órgão desde então.

A vítima, que era portadora de Lúpus, uma doença inflamatória crônica e autoimune, veio a falecer no município de Queimadas, no Agreste do estado. Segundo a SES, outros três casos foram descartados e mais cinco seguem em investigação.

Além disso, o órgão estadual de saúde informou que a Paraíba registrou nove óbitos suspeitos de Arboviroses. Os cinco casos que estão em análise estão distribuídos em quatro municípios: Patos (1), Mulungu (1), Jericó (2) e Serra Branca (1).

Sobre os três óbitos que foram considerados como descartados, ocorreram nos municípios Bayeux e Boa Ventura, além da capital João Pessoa.

A Paraíba registrou um aumento de 102,51% no número de casos prováveis de dengue, chikungunya e zika em um mês, de acordo com informações do Boletim Epidemiológico (BE) das Arboviroses nº 5, equivalente à Semana Epidemiológica 16, até 30 de abril.

É de grande importância que a população esteja sempre atenta a sua residência, mantendo a atenção e cuidado com qualquer acúmulo de água, sejam em vasos de plantas ou até mesmo pneus.

Conheça os sintomas mais comuns das arboviroses:

Febre;
Fadiga;
Dor de cabeça constante;
Dores articulares;
Dor por trás dos olhos;
Manchas vermelhas espalhadas pelo corpo.

O atendimento médico deve ser procurado, no caso de agravamento dos sintomas citados.

Colunistas

2021 - ParaibaOnline - Rainha Publicidade e Propaganda Ltda - Todos os direitos reservados.

BeeCube