Da Redação - Publicado em 24/05/2017 às 09:28

Presidente da Asquaju-CG: “Não se dança mais quadrilha para brincar”

Foto: Paraibaonline

O presidente da Associação de Quadrilhas Juninas de Campina Grande, Lima Filho, afirmou que hoje existem 26 quadrilhas associadas, sendo 13 de Campina Grande e 13 de cidades da região do Agreste.

Lima Filho citou que as grandes dificuldades que as quadrilhas enfrentam são a falta de local para ensaio e o grande custo com confecção, material e deslocamento.

Ele ressaltou o convênio de apresentações que a Prefeitura Municipal de Campina Grande firmou com a associação, oferecendo R$ 200 mil, sendo R$ 12,5 para cada quadrilha.

– O custo para fazer quadrilha é muito alto. Não se dança mais quadrilha para brincar, só por espetáculo. É uma evolução inevitável, porque a festa do São João tomou uma conotação diferenciada de se transformar em um grande negócio, e os concursos de quadrilhas começaram a tomar essa conotação de negócio – frisou.

Lima destacou que hoje as quadrilhas têm mais interesse em apresentar um espetáculo e disputar grandes concursos para conseguir repor o dinheiro gasto em figurino e materiais.

*As informações foram concedidas à Rádio Caturité AM.

Simple Share Buttons