Fechar

logo
logo

Fechar

João Azevedo reafirma: não tem vaga na chapa para aliados de Bolsonaro

Da Redação. Publicado em 5 de agosto de 2021 às 22:15.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

O governador João Azevedo (Cidadania) falou acerca do noticiário envolvendo uma aproximação entre Cássio e Veneziano:

“A mim cabe acreditar no que o senador (V) disse. Não faço conjecturas em cima de possibilidades. Eu discuto fatos reais”.

João observou adicionalmente que “a fala” sobre uma eventual candidatura própria do MDB a governador “é de um membro de um partido (vereador pessoense Mikika Leitão), que pode não estar representando o partido”.

“Se fosse uma decisão real, de ter uma candidatura, seria um direito. Eu não sou dono do MDB (…) Eu entenderia como legítima (…) Eu não espero, não torço nem desejo que isso ocorra. Por tudo que nós construímos juntos (ele e Veneziano), eu não vejo muito essa possibilidade”, avaliou o governador.

Ao encerrar o comentário sobre o tema, João frisou que “adversários aproveitam qualquer fato, por pequeno que seja, para transformá-lo numa dimensão que seja capaz de criar algum mal-estar entre eu e o senador”.

Instado a comentar sobre a desavença interna no PT, por conta da iminente filiação de Ricardo Coutinho (ainda no PSB), João respondeu que “o PT decide e resolve os seus problemas internamente, não precisa de ninguém de fora dizer qual o caminho deve seguir. E eu não me atreveria a fazer isso (…) O PT vai escolher os seus caminhos”.

No complemento da resposta, um recado cifrado:

“Na vida política e profissional, vivemos o tempo todo de escolhas. As nossas escolhas determinam os nossos caminhos. E as escolhas determinam os ônus, os bônus e as consequências que você tem das suas decisões. E o PT vai pesar tudo isso”.

´JA´ grifou uma posição tomada:

“Eu não terei aliança com o ex-governador, isto está muito claro”.

João Azevedo tratou, na TV Arapuan, sobre uma declaração que verbalizou na semana passada no Sertão, e que foi realçada em APARTE:

“Nós não teremos na chapa candidatos que façam a defesa do atual presidente (Bolsonaro). É simples assim”.

Na mais recente entrevista, o governador esclareceu que “na chapa, evidentemente que não terá condições de você ter candidato apoiando a reeleição do presidente Bolsonaro”.

“É claro que não terá essa possibilidade”, reforçou, com a ressalva de que “outra coisa é o palanque, são as adesões”.

*fonte: coluna Aparte, assinada pelo jornalista Arimatéa Souza

Para ler a coluna completa desta quarta-feira, acesse aqui:

Trancou a porta. E botou cadeado • Paraíba Online (paraibaonline.com.br)

arremate
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube