Aparte: pastor se irrita e chama colegas de “covardes” e “cagões’

Da Redação

Publicado em 10/02/2024 às 8:40

Valorize o jornalismo profissional e compartilhe informação de qualidade!
Foto: Ed Ferreira/Folhapress

Foto: Ed Ferreira/Folhapress/arquivo

A operação da Polícia Federal que atingiu Jair Bolsonaro (PL) e alguns de seus aliados mais próximos tem sido apontada como porta de saída por pastores que se aliaram ao ex-presidente até outro dia, mas não veem mais vantagem nessa relação.

Os pastores que apoiaram o ex-presidente no passado ficaram em silêncio sobre a operação, atestou o jornal Folha de São Paulo.

Com uma exceção, Silas Malafaia, que chamou os colegas de “um bando de covardes e cagões históricos”.

Notas repercutidas na coluna Aparte, assinada pelo jornalista Arimatéa Souza.

Para ler a edição deste sábado, acesse aqui:

2021 - ParaibaOnline - Rainha Publicidade e Propaganda Ltda - Todos os direitos reservados.

BeeCube