Fechar

logo
logo

Fechar

Governador critica “reserva de mercado” de leitos para Covid e faz apelo a prefeitos

Da Redação. Publicado em 8 de março de 2021 às 14:40.

Foto: Secom/PB

Foto: Secom/PB

A polêmica entre as classificações de bandeiras dos municípios por causa do Coronavírus na Paraíba continua. Dessa vez, a confusão é entre o governo do Estado e o prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD), que afirma que a cidade vem fazendo o seu papel e não precisa seguir as medidas restritivas do governo estadual publicadas em decreto, entre elas, o toque de recolher a partir das 22 horas.

Bruno afirma que a cidade tem leitos disponíveis para os pacientes de Campina Grande e foi duramente criticado pelo secretário estadual da Saúde, o médico Geraldo Medeiros.

A discussão se arrastou durante todo o fim de semana nas redes sociais. Uma reunião entre o governador João Azevêdo (Cidadania), Bruno, demais prefeitos das cidades e autoridades em Saúde foi realizada, a fim de discutir medidas mais rígidas.

Nesta segunda-feira (08), o governador se pronunciou sobre o caso durante o seu programa de rádio.

Ele pediu compreensão dos prefeitos apelando aos gestores que não tenham pensamentos pequenos e que acolham pacientes de outras cidades que estão sem leitos disponíveis para tratamento da Covid-19.

– As lideranças desse Estado tem a obrigação de saber que o Estado é uno e temos que pensar nos irmãos de todas as regiões da Paraíba. Cada município que tiver leitos disponíveis, deve pensar nesses irmãos. Não há de se fazer reserva de mercado. Se esse pensamento pequeno, mesquinho, tomar conta dos paraibanos teremos caos e não é isso que queremos – frisou.

arremate
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube