Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

quinta-feira, 06/08/2020

Puxa-encolhe

Peso diferenciado

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou no dia de ontem o eleitorado nacional apto ao exercício do voto no pleito deste ano: quase 148 milhões de votantes.

No corte que nos cabe – Paraíba -, a supremacia numérica disparada de João Pessoa (522.269 eleitores), o que oferecerá ao seu futuro prefeito, muito provavelmente, as credenciais de um privilegiado agente político para as definições da eleição estadual de 2020.

Bem atrás, Campina Grande não conseguiu ultrapassar o patamar dos 300 mil eleitores – ficou em 285.020.

Abrir o…

O ex-senador Cícero Lucena (Progressistas) navega à procura de somar apoios para a disputa pessoense deste ano.

… Leque

“Compreendo que, sendo possível, estamos traçando isso aqui para João Pessoa”, assinalou Lucena ao comentar sobre as conversações com o Cidadania do governador João Azevedo e limitá-las à capital.

Sem monitoramento

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, livrou o ex-governador Ricardo Coutinho na tornozeleira eletrônica, acatando recurso do advogado de RC, segundo o qual o equipamento estava constantemente apresentando problemas e obrigando o seu portador a buscar o reparo, em tempos de pandemia.

Amortecedor

O prefeitável Tovar Correia Lima (PSDB) defendeu um relacionamento mais aproximado e harmonioso com o governo estadual: “Essa boa relação com todas as outras esferas do Executivo é importante, principalmente para atrair recursos que resultem em obras estruturantes para Campina Grande”.

Escolheu o lado

A direção estadual do Pros – legenda que é representada na Câmara campinense pelo vereador ´Rui da Ceasa´ – oficializou ontem o apoio a Tovar para a disputa da PMCG.

Firme

O deputado estadual Anísio Maia (PT) tem contestado a possibilidade de a cúpula nacional do PT, na undécima hora, acertar uma coligação com o PSB de Ricardo Coutinho para a eleição da Capital.

Nunca antes

“Até hoje não existiu, na história do PT da Paraíba, uma candidatura tão consolidada internamente como a nossa. Nós temos a unanimidade de todas as lideranças do partido. Não há ninguém dentro do partido que faça, pelo menos, o menor questionamento à nossa candidatura. Há o entusiasmo geral de seguir em frente”, asseverou Anísio.

Companhia

De tão animado, o prefeitável petista já modela o perfil da candidatura a vice: “Será uma pessoa identificada com as lutas do partido, porque nós não temos nenhuma intenção de colocar financiador de campanha na nossa chapa. Não precisamos disso”.

Afinada

O prefeito Luciano Cartaxo (PV-JP) foi instado ontem a comentar a escolha da ex-secretária Edilma Freire para concorrer à sua sucessão.

“Nada melhor que João Pessoa ter uma prefeita que vai dar sequência a esse modelo de gestão”, enfatizou.

Dito e feito

“Eu dizia que o PV iria entrar em agosto lançando o nome da nossa candidatura. Cumprimos a nossa agenda, cumprimos o nosso compromisso e só fomos tratar de eleição depois da 4a fase do nosso plano estratégico de flexibilização”, situou Cartaxo.

Intransferível

O prefeito realçou a autonomia partidária: “Todo partido tem a sua autonomia. Respeito que cada partido possa fazer as suas escolhas. Mas quem escolhe o candidato que vai representar o PV é o PV. A decisão foi tomada por algumas razões muito claras”.

Credenciais

“Ela (Edilma) foi escolhida exatamente pela sua história de vida. Pelos resultados apresentados à frente da gestão municipal no que se refere à Pasta da Educação. Ela fez uma verdadeira revolução, transformando a educação no nosso município”, argumentou LC.

Adrenalina

Desde que foi anunciada a escolha da candidatura do Partido Verde em JP – Edilma Freire –, subiu de patamar a disposição de Ricardo Coutinho de encarar a disputa.

Prolongamento

Apesar da ´chiadeira´ de alguns vereadores, a mesa diretora da Câmara campinense estendeu até – pelo menos – o dia 21 próximo – a realização das sessões remotas.

Em pauta

Na sessão de hoje da CMCG será votado o subsídio emergencial que a PMCG oferecerá ao sistema de transporte coletivo.

Agenda

Terça-feira os vereadores campinenses tomarão conhecimento do relatório final da ´CPI dos Combustíveis´.

Retaguarda

O prefeitável campinense Inácio Falcão (PCdoB) projetou que a sua postulação contará com o respaldo de seis a sete partidos políticos.

A história…

Fidelíssimo a habitual estratégia de só fazer opções no liminar das convenções, o PDT segue alimentando a incerteza.

… Se repete

“Em Campina Grande, nós estamos conversando com o Fórum Pró-Campina. Estamos em vias de decidir se vamos coligar ou lançar candidato próprio”, repisou ontem o presidente do partido na cidade, Gustavo Feliciano.

Arrancada

Na tarde/noite de terça-feira, Tovar Correia Lima resolveu tentar desequilibrar a disputa interna pela indicação do candidato a prefeito no grupo governista.

´Pré-convenção´

Na sua residência, durante aproximadamente três horas, reuniu 12 vereadores da base aliada, secretários municipais, prefeitos de cidades próximas, dirigentes partidários e o próprio prefeito Romero Rodrigues.

Ofensiva

Como era de se esperar, sucederam-se pronunciamentos inflamados na defesa do deputado ´tucano´.

Enfático

Um dos mais inflamados, segundo participantes, foi o do vereador (licenciado) Nelson Gomes Filho, que não concorrerá à reeleição.

Impasse

No dia de ontem, Romero Rodrigues deu indicações da dimensão do impasse e da imprevisibilidade de seu desfecho – e das consequências.

Dilema

“Quando você escolhe, você também exclui. Escolhe um, exclui o outro, e são grandes amigos”, comentou se reportando a Tovar e a Bruno Cunha Lima (PSD).

Hesitação

“Honestamente, confesso que estou com uma dificuldade muito grande. Porque quando você escolhe entre amigos é muito difícil, é dificílimo, tem até um pouco de insônia: você fica refletindo sobre essa questão de definição”, acentuou Romero em entrevista, encarnando a ´palavra final´.

Peso ponderado

O prefeito observou que as pesquisas não serão o único critério para balizar a escolha.

Subjetividade

“Hoje não se faz mais política sem fazer essa análise criteriosa do ponto de vista científico. Mas também, claro, que isso vai se somar a outros critérios, como conversas com base, com os aliados, presidentes de partidos”, contextualizou.

Mais tempo

Romero admitiu retardar novamente o anúncio do candidato, que está programado para segunda-feira próxima.

“Eu vou tentar trabalhar com esse prazo, não sei se será possível”, avisou.

E se PSB e PV se reaproximarem em João Pessoa?...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube