Jornalista há quase 30 anos, escreve a coluna Aparte desde 1991. Já trabalhou em TV, rádio e foi editor chefe do Jornal da Paraíba e colunista das TVs Cabo Branco e Paraíba. É comentarista político das rádios Campina FM, Caturité AM e editor do portal de notícias Paraibaonline.

quinta-feira, 30/03/2017

´Tucanos´ baixam o bico

Mandato duplicado

Em poucos minutos, perto do meio dia de ontem, a Câmara campinense, por ampla maioria, avalizou, no voto, a permanência da vereadora Ivonete Ludgério (PSD) por mais dois anos à frente daquela casa legislativa.

Foram 21 votos a favor e apenas dois contra – Olímpio Oliveira (PMDB) e Galego do Leite (PTN, que está virando Podemos).

Recuo

Galego do Leite, que na véspera avalizou a antecipação do pleito, engatou marcha à ré, ontem, observando que “cada um pauta o seu voto” na oposição.

´Biquinho´

A desculpa que ele verbalizou em sua justificativa foi pífia, digna de não ser verbalizada: “Nenhum dos sete componentes da chapa me pediu o voto”.

Trânsito livre

O vereador Rodrigo Ramos (PDT), cuja afinidade com a base governista provoca desconfianças e ciumeira na bancada de oposição, alegou que votou com Ivonete porque a eleição se tratava de um ´assunto interno´ do Legislativo, sem ser “uma questão partidária”.

Entristecido

Mesmo assim, externou a sua “tristeza” com a postura de Olímpio e de Galego.

Sem sobressaltos

“Acredito que todos que votaram em mim, votaram ao mesmo tempo pela estabilidade da administração do Poder Legislativo. Isso aumenta ainda mais minha responsabilidade em conduzir os caminhos da Casa”, agradeceu Ivonete.

Composição…

Em entrevista matinal (antes da sessão), a vereadora-presidente comentou sobre a preterição do nome do vereador Marinaldo Cardoso (PRB) para a presidência no 2º biênio.

… Interna

“Eu e Marinaldo pertencemos a um grupo político há tantos anos, onde tudo é feito no diálogo e tudo é decidido. Quando Marinaldo tomou conhecimento de que havia esse movimento para que eu fosse reeleita, me procurou para que pudéssemos entrar no entendimento que desaguou nessa situação de hoje (ontem). Traição é uma palavra que não existe no meu dicionário.

Suplementar

Diante dos novos cargos criados na véspera para a mesa diretora, os vereadores Jandui Ferreira (PTdoB) e Saulo Germano (Solidariedade) foram eleitos para 3º vice-presidente e 3º secretário, respectivamente, para o mandato da mesa já em curso.

Parcial

Até a última terça-feira, a Secretaria de Finanças de Campina Grande tinha recolhido pouco mais de R$ 8 milhões do IPTU 2017 (foram lançados cerca de R$ 40 milhões).

O 19º

O vereador João Santos (PR) oficializou ontem a sua incorporação à base política do prefeito Luciano Cartaxo (PSD-JP).

Cartaxo tem agora o apoio de 19 dos 27 edis pessoenses.

Assédio

O deputado Jutay Menezes formalizou ontem o convite para que o vereador-presidente da Câmara pessoense, Marcus Vinícius (PSDB), se filie ao PRB.

 

Necessidade

No 6º Encontro dos Governadores do Nordeste, realizado ontem em Fortaleza (CE), houve consenso de que o Brasil precisa de uma reforma no setor previdenciário, desde que não penalize a população mais pobre.

Balizamento

“As mudanças na Previdência precisam levar em conta não apenas a questão fiscal brasileira. Mas sim a sua natureza social”, ponderou o governador de Alagoas, Renan Calheiros Filho (PMDB-AL).

Aprofundamento

“Temos compreensão da necessidade, mas temos restrições a alguma propostas, principalmente na questão da aposentadoria. Esse debate precisa ser aprofundado. Os estados do Nordeste não foram convidados para participar”, registrou o governador anfitrião, Camilo Santana (PT).

Sem pulverização

Para Ricardo Coutinho (PSB), “a visão de todos os governadores é de que o Estado brasileiro não pode comportar diversos tipos de aposentadoria, mas você não pode tirar o direito das pessoas de se aposentarem. Um exemplo é o dos trabalhadores rurais”.

Direito conquistado

“A previdência não é um luxo, é um direito. Não dá para tratar 14% dos trabalhadores da Previdência, que são os trabalhadores rurais do Nordeste, como prejudiciais à Previdência. Eles têm direito de se aposentar”, acrescentou RC.

Documento

Ao final da reunião foi divulgada a ´Carta de Fortaleza´, a ser entregue formalmente, em breve, ao presidente Michel Temer (PMDB).

Repactuar

O documento ressalta o ´pacto´ dos governadores da região para a “defesa da redistribuição das ´contribuições sociais´ – PIS, Cofins, CSLL –  com estados e municípios”.

Reequilíbrio

“É uma saída plenamente possível e responsável, que reequilibra as contas públicas dos estados nordestinos e possibilitará a retomada imediata de investimentos públicos”, defendem os signatários, que lembram o fato de que “nos últimos 50 anos houve uma redução de 40% na participação dos estados do chamado ´bolo tributário´.

Ponta-de-lança

Adiante, os governadores enfatizam que “o processo de aumento de impostos no Brasil – tão criticado por vários setores da sociedade – se deu nas chamadas contribuições sociais, que não são repartidas com estados e municípios”.

Parceria

Em audiência ontem com o ministro da Justiça, deputado Osmar Serragilio (PMDB-PR), o prefeito Romero Rodrigues e o deputado Rômulo Gouveia (PSD) obtiveram a garantia de que o governo federal fará convênio com a PMCG para a compra de equipamentos e viaturas para a Guarda Civil Municipal.

Talheres

Romero também teve contatos políticos, a exemplo de um almoço com o senador José Maranhão (presidente do PMDB/PB) e o seu sobrinho, deputado Benjamin Maranhão (SD).

Paz (aparente) no ninho

Sobre o ´degelo´ com o senador Cássio, anteontem, em Brasília, após a troca de palavras – digamos – ásperas no começo da semana, ao que parece o ar do Planalto Central serviu para desidratar tensões.

“Foi tudo tranquilo. Temos uma relação longa e sólida”, avaliou Cássio à APARTE.

“Foi um encontro muito tranquilo. Cássio entendeu a minha postura partidária”, reforçou Romero.

Que anda mais ansioso: Manoel Júnior, Enivaldo Ribeiro ou Ligia Feliciano?...