Jornalista há quase 30 anos, escreve a coluna Aparte desde 1991. Já trabalhou em TV, rádio e foi editor chefe do Jornal da Paraíba e colunista das TVs Cabo Branco e Paraíba. É comentarista político das rádios Campina FM, Caturité AM e editor do portal de notícias Paraibaonline.

segunda-feira, 11/12/2017

Líder confiante na reforma

´Chuchu apimentado´

O senador Cássio foi eleito, durante a convenção nacional do PSDB, no final de semana, para integrar a Executiva nacional do partido.

Novo timoneiro da legenda, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (que tem fama de insosso, de ´chuchu´) cravou na direção do ex-presidente Lula (PT) em seu discurso de posse no evento ´tucano´: “Lula quer volta à cena do crime” (presidência da República).

 

Disputa

Diante da disposição do ex-senador e atual prefeito de Manaus (AM), Arthur Virgílio, de também concorrer à Presidência da República, o PSDB convocará prévias para a escolha entre ele e Alckmin, no começo de 2018.

Sem perdão

Na convenção ´tucana´ foi constrangedora a passagem do ex-presidente da sigla, senador Aécio Neves (MG), que foi vaiado pelos convencionais e só ficou no local 40 minutos.

Rapidez

Na sua passagem por Campina Grande, no final de semana, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, prometeu acelerar o processo de credenciamento (“habilitação”) da UPA (unidade de pronto atendimento) do bairro Dinamérica, inaugurada há algumas semanas.

Oftalmologia

O ministro também garantiu que permanecerá sob o controle da PMCG o programa de glaucoma, apesar de ter havido uma sinalização em sentido contrário do ministério.

Teste

Ele também destacou a “experiência” que será colocada em prática, em Campina, com próteses customizadas de titânio, “que virão a baratear e agilizar a recuperação de acidentados e traumatizados no trânsito”.

Marca

O Governo Temer, realçou o ministro, é uma gestão ”reformista”.

Horizonte

Barros prognosticou “dificuldades muito grandes” a médio prazo para as finanças públicas nacionais “se não contivermos as despesas previdenciárias”.

Junção

No tocante ao intenso fluxo de pacientes para as cidades de médio e grande porte, em busca de atendimento médico, como é o caso de Campina, o ministro assinalou que “é preciso consolidar consórcios de municípios” para atuação na média e alta complexidade, para dar conta da demanda”.

Não é assim

“(o gestor) Não pode mandar ambulância para Campina e pensar que está resolvido”, enfatizou.

Relógio

O deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) disse que é preciso aguardar a evolução do tempo e dos fatos para as definições sobre chapas aqui na Paraíba, no âmbito das oposições.

Limbo

Acerca das especulações com o seu nome para a chapa majoritária, PCL respondeu que “não sou eu quem vai descartar meu próprio nome; também não sou quem vai defendê-lo”.

Tangente

Acerca do ´dilema´ entre os nomes dos prefeitos Romero Rodrigues (PSDB-CG) e Luciano Cartaxo (PSD-JP) para disputar o governo, o parlamentar ´tucano´ comentou que “são duas gestões que estão mostrando resultados, e são dois nomes que por si justificam uma candidatura. Isso é um aspecto positivo”.

 

Comenda

Às 19 horas desta terça-feira, no plenário da Câmara campinense, será entregue o titulo de cidadania ao ex-senador Marcondes Gadelha, presidente do PSC/PB, uma iniciativa do vereador Álvaro Farias (PSC).

Dinheiro…

O Superior Tribunal de Justiça julgou, dias atrás, duas ações movidas contra bancos por clientes que foram vítimas de assaltos logo após efetuarem saques em caixas eletrônicos, solicitando indenização por danos morais e materiais.

… Sem volta

Nos dois casos, a corte dispensou, por unanimidade, o pagamento da reparação pelos bancos, informa o site Uol/J.

Novo mundo

Pesquisa feita pela Universidade Federal do Paraná mostra que 66% das crianças entrevistadas, entre 3 e 5 anos de idade, sabem usar jogos de computador.

Mas só 14% dessas crianças sabem amarrar o sapato.

Desanuviando

Na companhia do ministro da Saúde, o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP), líder do Governo na Câmara Federal, disse que o “ambiente” em Brasília (Câmara Federal) ”tem melhorado” com relação à votação da reforma previdenciária, “porque realmente tem sido esclarecido o que é a reforma”.

Parâmetros

“Muita gente está apregoando mentiras. Vamos votar a idade mínima, que só 11 países no mundo não tem. Estamos unificando quem é o público e quem é privado”, ponderou o deputado.

Fosso

Ribeiro entende que é preciso colocar um ponto final na desproporção entre servidores públicos – que podem se aposentar com remunerações de até 33 mil mensais – e os trabalhadores no setor privado, cujo teto é R$ 5.300,00.

Isonomia

“Estamos fazendo que todo cidadão seja tratado de forma igual. Isso é justiça social, que preserva o direito dos pequenos. Não vai se retirar qualquer direito do trabalhador. Isso (que dizem) é uma mentira, apenas por ideologia. Mais nada. E nós não estamos num momento para viver batalha ideológica, mas de ter responsabilidade fiscal”, discorreu o deputado.

Injustiça

Segundo ele, “quem mais deveria estar defendendo a reforma era o próprio aposentado”.

“Não é justo se aposentar, como acontece hoje no serviço público, com pouco mais de 40 anos”, adendou.

Comparativo

O deputado do PP lançou mão de um levantamento governamental, segundo o qual nos últimos 15 anos se investiu mais na previdência do setor público – R$ 1 trilhão 292 bilhões (para 1 milhão de beneficiários) – do que no SUS (Sistema Único de Saúde), que atende 200 milhões de brasileiros: no mesmo período foram investidos R$ 1 trilhão 252 bilhões na saúde pública.

´Bicada nos tucanos´

Por fim, Aguinaldo Ribeiro se referiu à ´sinuosidade´ do PSDB com relação à reforma na Previdência Social.

– O PSDB tem um compromisso programático. Espero que o partido seja fiel ao programa dele – cutucou polidamente.

Lígia Feliciano está se preparando para eventualmente virar governadora?...
Simple Share Buttons