Jornalista há quase 30 anos, escreve a coluna Aparte desde 1991. Já trabalhou em TV, rádio e foi editor chefe do Jornal da Paraíba e colunista das TVs Cabo Branco e Paraíba. É comentarista político das rádios Campina FM, Caturité AM e editor do portal de notícias Paraibaonline.

terça-feira, 23/05/2017

O paradoxo do Governo Temer

Para o Brasil respirar

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) disse ontem à Coluna que o PSDB aguarda a manifestação do Judiciário para se posicionar definitivamente acerca do Governo Temer.

Essa postura – salientou – não é ´murista´, mas na perspectiva de assegurar um mínimo de governabilidade e de estabilidade econômica ao País, mesmo que essa posição enseje desgaste político e até eleitoral.

Contextos distintos

Cássio traçou um arco histórico para abordar a possibilidade de saída do presidente Michel Temer: “No final da ditadura, foi necessária uma eleição indireta para a volta da democracia. No presente, poderá ser preciso outra eleição indireta para não corrermos o risco de uma volta à ditadura”.

´Quinhão´

O jornal O Estado de São Paulo divulgou que o PTB na Paraíba foi contemplado com doação do Grupo JBS.

Adiamento

Devido à ausência do corregedor do TRE-PB, desembargador Romero Marcelo, a Corte Eleitoral não retomou, ontem, o julgamento de uma ação da coligação liderada pelo PSB contra o senador Cássio, remanescente do processo eleitoral de 2014.

O detalhe

Trata-se de denúncia de abuso de poder político e econômico.

Hoje

O professor Volnei Ferreira de Castilhos, da Fundação Getúlio Vargas, é o entrevistado de hoje no programa ´Ideia Livre Política & Economia´, que começa às 22h15 na TV Itararé – canal 18.1 (digital) e 19 (analógico), além do endereço eletrônico – www.tvitarare.com.br

Disponível

“Coloco-me como um servo da Igreja, porque sacerdócio é serviço”.

Foi o que declarou o padre Aparecido Camargo ao ser escolhido, ontem, como o administrador diocesano da Diocese de Campina Grande.

Colegiado

A escolha foi feita pelo ´Colégio de Consultores´, formado pelos seguintes padres:  Antonio Nelson da Silva, José Assis Pereira Soares, Aparecido Francisco Camargo, Márcio Henrique Mendes Fernandes, Evanilson José Sousa e Luciano Guedes da Silva.

Colegialidade

O administrador passa a dividir as principais decisões com o citado ´Colégio de Consultores´.

Tendência

A renomada consultoria americana Eurasia, que tem uma filial no Brasil, prognosticou ontem que há 70% de possibilidade de queda do presidente Michel Temer.

Jogo rápido

Coluna: Será candidato a deputado federal no ano que vem?

Empresário Dalton Gadelha: “Tenho sido muito cobrado por amigos, parentes e pelo povo de Campina Grande. Decido no final do ano”.

Garimpo

O presidente Michel Temer (PMDB) concedeu ontem uma longa entrevista ao jornal Folha de São Paulo.

Vale a pena pinçar alguns trechos. É o que segue.

Se virar réu…

… (se afasta do cargo?) “Não, porque eu sou chefe do Executivo. Os ministros são agentes do Executivo, de modo que a linha de corte que eu estabeleci para os ministros, por evidente não será a linha de corte para o presidente.

Dono da JBS

“Conheço o Joesley (Batista) de antes desse episódio. Sei que ele é um falastrão, uma pessoa que se jacta de eventuais influências.

Relato da…

… (compra de juízes) “Confesso que não levei essa bobagem em conta. O objetivo central da conversa não era esse.

Contato

“Houve um dia que ele (Joesley) me pegou, conseguiu o meu telefone, e eu fiquei sem graça de não atendê-lo.

Como é?

“Eu nem sabia que ele (Joesley) estava sendo investigado”.

O detalhe

O dono da Friboi foi o alvo de três fases da Operação Lava Jato: ´Sepsis´, ´Cui Bono?´e ´Greenfield´.

Segue a entrevista.

Deputado flagrado

(recebendo uma mala de dinheiro – Rodrigo Rocha Loures) “Ele é um homem, coitado, ele é de boa índole, de muito boa índole. Eu o conheci como deputado, depois foi para o meu gabinete na Vice-Presidência, depois me acompanhou na Presidência, mas um homem de muito boa índole.

Inflexível

“Eu não vou renunciar. Se quiserem, me derrubem, porque, se eu renuncio, é uma declaração de culpa.

Espelho

“Ingenuidade. Fui ingênuo ao receber uma pessoa naquele momento.

Debandada

“O PSB eu não perdi agora, foi antes, em razão da Previdência. No PPS, o Roberto Freire veio me explicar que tinha dificuldades. Eu agradeci, mas o Raul Jungmann, que é do PPS, está conosco.

Fôlego

“Eu vou revelar força política precisamente ao longo dessas próximas semanas com a votação de matérias importantes.

Resistência

“Criou-se um clima de que vai ser um desastre, de que o Temer está perdido. Eu não estou perdido.

Cassação no TSE

“(Se ocorrer) Usarei os meios que a legislação me autoriza a usar (recurso ao Supremo). Agora, evidentemente que, se um dia, houver uma decisão transitada e julgada eu sou o primeiro a obedecer.

Pedido da OAB

(de impeachment) “Lamento pelos colegas advogados. Eu já fui muito saudado, recebi homenagens da OAB. Tem uma certa surpresa minha, porque eles que me deram espada de ouro, aqueles títulos fundamentais da ordem, agora se comportam dessa maneira.

Apoio

“Todos os partidos vêm dizer que estão comigo. É natural que, entre os deputados… Com aquele bombardeio, né? Há uma emissora de televisão (Rede Globo) que fica o dia inteiro bombardeando”.

Atropelou…

Noutro trecho da entrevista, Temer relata que Joesley “é um grande empresário. Quando tentou muitas vezes falar comigo, achei que fosse por questão da (Operação) Carne Fraca”.

… O calendário

Acontece que a referida operação da PF foi deflagrada 10 dias após a data da conversa entre Temer e Joesley.

Sobrevida devido ao impasse

É curiosa a situação de Michel Temer no momento. Um dos pilares que permitem a sua continuidade à frente do Executivo é o fato de não ter sido encontrado um nome que obtenha um mediano consenso para sucedê-lo.

Ou seja, não surgiu (ou amadureceu) uma alternativa para sucedê-lo.

São cogitados os nomes do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e, principalmente, do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal e ex-senador Nelson Jobim.

Gilmar Mendes se julgará suspeito de julgar processos ligados a Temer e a Aécio?...