Fechar

Fechar

Volante admite desgaste físico do elenco do Botafogo-PB

Da Redação. Publicado em 4 de abril de 2018 às 15:27.

Desde 2012, Botafogo-PB ou Campinense tem levado a taça de Campeão Paraibano para casa. Em 2012, 2015 e 2016 quem levou foi o time rubro-negro. Já em 2013, 2014 e 2017, o destino foi a Maravilha do Contorno.

Na atual temporada não será diferente. A final do Campeonato Paraibano terá os dois times soberanos no topo do estado nos últimos anos. O primeiro confronto será disputado na próxima quinta-feira (05), às 20h30, no estádio Amigão. Em João Pessoa, o estádio Almeidão será o palco do embate final, onde será conhecido o campeão paraibano de 2018, no próximo domingo (08), às 19h.

Foto: Divulgação

As duas equipes ainda não se enfrentaram no certame. No entanto, as informações chegam de forma acessível até Leston Júnior e Ruy Scarpino, comandantes de Belo e Raposa, respectivamente, para que vislumbrem a melhor forma preparar os seus comandados nas duas decisões.

O volante do Botafogo-PB, Rafael Jataí, admite que assistiu poucos jogos do adversário pela TV, mas que a comissão técnica sempre traz informações aos jogadores.

Confiante após a classificação para a semifinal com duas vitórias diante do Treze, o camisa 30 garante que o time da estrela vermelha chega com o vigor renovado para decidir o torneio.

– Eu não sei muita coisa do Campinense. Não tive a oportunidade de assistir um jogo inteiro. Vi alguns lances. Posso dizer que é uma equipe qualificada pela pontuação e campanha que fizeram. O Campinense chegou por méritos, sem dúvidas. É um time que tem muitos jogadores experientes. Espero muitas dificuldades, mas o Botafogo-PB também chega muito forte – garantiu.

O Belo chegou a disputar três competições durante o primeiro semestre. Eliminado da Copa do Brasil, vai disputar as quartas de final da Copa do Nordeste e na final do estadual. Foram 22 jogos até o momento, que leva a um desgaste considerável dos atletas.

Rafael Jataí não concorda que o time vem tendo uma queda de rendimento, mas admite que o time tem sentido o alto fluxo de jogos.

– Nossa equipe estava jogando três competições. Perdemos pontos bobos devido ao desgaste, tendo que poupar jogador, mesmo com um elenco qualificado. Não é que temos caído de produção. Os times também tem dificultado bastante. É uma sequência de muitos jogos decisivos. Não é só uma questão física. É a questão do adversário que cresce também – explicou.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube