Vasco da Gama se classifica para a final da Taça Rio

Da redação com Folhapress. Publicado em 8 de maio de 2021 às 22:44.

Paraíba Online • Vasco da Gama se classifica para a final da Taça Rio

Foto: Ascom

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Vasco venceu o Madureira por 2 a 1 e está na final da Taça Rio. Na tarde deste sábado (8), em São Januário, o Cruzmaltino saiu na frente, levou o empate ainda no primeiro tempo, mas Cano marcou seu 30º gol pelo clube e garantiu a classificação na etapa final.

Como teve uma campanha melhor na fase classificatória, o Vasco precisava “apenas” de uma vitória simples para avançar após ter perdido o duelo de ida da semifinal por 1 a 0.

A decisão da Taça Rio será contra Nova Iguaçu ou Botafogo, que se enfrentam amanhã, às 18h. Os jogos da final serão realizados nos dois próximos fins de semana.

JOGO

Precisando da vitória para avançar, o Vasco iniciou o jogo em cima do Madureira, que ficava fechado à espera de um contra-ataque. Aos 19, Morato foi empurrado por Juninho dentro da área, mas o árbitro Graziani Maciel Rocha não marcou pênalti.

Melhor que o Madureira, o Vasco abriu o placar aos 31, com Marquinhos Gabriel. Após boa jogada pela esquerda, Zeca cruzou, Léo Matos cabeceou e o meia-atacante completou para o fundo da rede. Léo Matos se isolou como maior assistente do time nesta temporada, agora com três.

Como o 1 a 0 dava a vaga para o Vasco, o Madureira foi obrigado a mudar sua estratégia e passou a atacar mais. O time não conseguia criar boas jogadas, mas encontrou o empate aos 44 minutos, também em bola pelo alto: Juninho cruzou e Humberto cabeceou sem chances para Vanderlei.

O Vasco pressionou desde o começo do segundo tempo e acumulou chances desperdiçadas. A mais incrível foi quando Feitosa salvou em cima da linha, de cabeça, após finalização de Marquinhos Gabriel.

Germán Cano recebeu homenagem por ter se tornado o maior artilheiro estrangeiro do século 21 no clube, com 29 gols.

O argentino recebeu uma placa e um quadro das mãos do presidente vascaíno, Jorge Salgado, e atuou com um patch comemorativo na camisa. Aos 35, o centroavante marcou pela 30ª vez, mostrando oportunismo, após o goleiro Felipe Lacerda afastar mal cruzamento. Foi o sexto gol de Cano em oito jogos nesta temporada.

Ao contrário do que aconteceu no primeiro tempo, o Madureira não conseguiu pressionar o Vasco depois de ficar novamente atrás no placar. O Cruzmaltino se defendeu bem, não sofreu perigo e garantiu a classificação.

Capitão do Vasco, o zagueiro Leandro Castan fez seu 111º jogo, igualando o número de atuações pelo Corinthians entre 2010 e 2012. O Cruzmaltino e a equipe paulista são os clubes que o defensor mais defendeu na carreira.

VASCO
Vanderlei, Léo Matos, Miranda (Figueiredo), Leandro Castan e Zeca; Andrey e Matías Galarza (Caio Lopes); Morato (Juninho), Marquinhos Gabriel e Gabriel Pec (Ricardo Graça); Germán Cano. Técnico: Marcelo Cabo.

MADUREIRA
Felipe Lacerda, Bruno Oliveira (Natan), Edmário, Maurício Barbosa e Juninho Monteiro; Feitosa, Rodrigo Yuri (Gutemberg) e Humberto (Yan Tanque); Sampaio (Vander), Sillas e Elias (Bruno Santos). Técnico: Alfredo Sampaio.

FICHA TÉCNICA
VASCO 2 X 1 MADUREIRA
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: 8/5/2021, às 16h
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha
Assistentes: Thiago Rosa de Oliveira Esposito e Lilian da Silva Fernandes
Cartões amarelos: Feitosa, Sillas, Rodrigo Yuri, Bruno Oliveira (Madureira); Zeca (Vasco)
Gols: Marquinhos Gabriel, do Vasco, aos 31 minutos do primeiro tempo; Humberto, do Madureira, aos 44 minutos do primeiro tempo; e Cano, do Vasco, aos 35 minutos do segundo tempo.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube