Fechar

Fechar

Travesti suspeito de esfaquear dirigente do Botafogo-PB é preso em Cabedelo

Da Redação. Publicado em 30 de janeiro de 2018 às 14:40.

Uma nova versão sobre o suposto assalto e esfaqueamento do ex-jogador Warley tornou-se pública nesta terça-feira e contradisse o depoimento do gerente de futebol do Botafogo-PB, que segue internado em um dos hospitais de João Pessoa.

Acusado de ter cometido a agressão, o travesti Victor Coelho foi preso no fim da manhã, em Cabedelo, e apresentou à polícia, e consequentemente à imprensa, uma história bem diferente da relatada pela vítima.

O homossexual negou que tenha havido assalto e que seja o autor das facadas contra o dirigente do Belo.

A versão de Victor contradiz o depoimento que Warley deu à polícia na tarde desta segunda-feira.

Ainda conforme o travesti, que trabalha utilizando o nome de Victoria, o ex-jogador o contratou para um programa no valor de R$ 80, mas não quis pagar adiantado e desistiu do serviço.

Ao ser cobrado pela taxa de 50% referente ao tempo desperdiçado pelo travesti, segundo relato de Victor, o dirigente botafoguense continuou discordando e a discussão teria iniciado uma briga.

O suspeito foi encontrado com o celular de Warley.

Foto: Reprodução / TV Cabo Branco

– Ele me ofereceu a casa dele para irmos e eu disse que sim. Mas, do nada, desistiu e quis fazer ali mesmo. Chegando lá, queria ir para o banco de trás sem antes nem me pagar a metade e nem nada. Aí eu pedi: “Me dê pelo menos a metade para poder começar a fazer algo mais”. E, nisso, ele disse que não e que ia para o banco de trás. Depois de tanto insistir pelo (pagamento) antecipado, ele desistiu. E eu disse: “Então me dê a metade, porque eu já gastei tempo e dinheiro” – detalhou o suspeito.

Na tarde dessa segunda-feira, o ex-atacante deu o seu depoimento ao delegado Diego Garcia, da Roubos e Furtos, e informou que havia sido assaltado ao parar em um sinal no Bairro de Manaíra, em João Pessoa, na madrugada da última sexta-feira.

Victor Coelho (foto) foi preso nesta terça-feira em Cabedelo, na região metropolitana de João Pessoa. O suspeito deve permanecer detido na Central de Polícia.

Warley segue internado desde a madrugada da última sexta-feira, quando foi vítima de três facadas – duas nas costas e uma no queixo. Ele ficou na UTI até o domingo e precisou passar por alguns procedimentos cirúrgicos para cuidar dos ferimentos, que atingiram os pulmões.

Na versão do ex-jogador, ele foi esfaqueado após ter seu celular roubado no bairro de Manaíra, na capital paraibana.
Depois disso, já ferido, Warley dirigiu até a casa de um amigo, Cláudio Santos, no mesmo bairro, para pedir socorro. Após 12 minutos dentro do prédio onde o amigo mora, ele foi levado ao Hospital de Emergência e Trauma, onde recebeu os primeiros atendimentos, mas depois foi transferido para o Hospital Nossa Senhora das Neves, também em João Pessoa.
Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube