Fechar

logo

Fechar

TJD “acalma” FPF e rejeita ações de Botafogo-PB e Sousa

Da Redação. Publicado em 23 de março de 2018 às 0:24.

O entendimento da Federação Paraibana de Futebol prevaleceu e o campeonato estadual de 2018 deve seguir seu rito normal, como todos os dirigentes sabiam desde as reuniões preliminares ao arbitral que definiu o hoje tão questionado regulamento.

É que na noite desta quinta-feira (22), em João Pessoa, os auditores do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-PB) decidiram rejeitar os recursos impetrados por Botafogo-PB e Sousa, que questionaram trechos do regulamento do Campeonato Paraibano, em dois aspectos diferentes.

Enquanto o Belo pleiteava as vantagens (decidir em casa e atuar pelo empate na soma dos resultados) nas semifinais contra o Treze, o Dinossauro queria a vaga do Serrano no duelo com o Campinense por uma das vagas na decisão.

Agora, com a rejeição das ações, o certame deve seguir normalmente no domingo (25), com Botafogo-PB x Treze, jogo de ida, marcado para as 19h, no Almeidão, e Campinense x Serrano, peleja da volta, mantida para as 16h, no Amigão.

Somente uma liminar do STJD teria poder para paralisar o andamento do Paraibano 2018.

Tribunal

Foto: Ascom / FPF

O primeiro caso analisado foi o do Botafogo-PB, que desejava ter a vantagem de decidir em casa e jogar por dois resultados iguais na semifinal da competição estadual contra o Treze. Por um placar unânime, o presidente do TJDF-PB, Lionaldo Santos, se absteve de votar, o pedido botafoguense acabou sendo rejeitado pela corte.

Pouco depois, foi analisado o recurso apresentado pelo Sousa, que requeria a vaga do Serrano-PB na fase de semifinal, alegando ter feito uma campanha melhor que o Lobo da Serra na primeira fase da competição. No entanto, assim como no caso da equipe de João Pessoa, os auditores, em sua maioria, acabaram acolhendo o parecer da procuradoria e rejeitando a ação sousense.

Recursos

Logo após a confirmação dos resultados, o diretor jurídico do Botafogo-PB, Alexandre Cavalcanti, informou que o pensamento da diretoria do Belo é de encerrar o caso e não apresentar recurso junto ao STJD e vai a campo normalmente no próximo domingo.

Entendimento diferente do que foi apresentado pelo presidente do Sousa, Aldeone Abrantes, que disse que já estava esperando um resultado negativo no julgamento desta quinta-feira, mas que vai sim levar o caso às instâncias superiores.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube