NO MUNDIAL DA RÚSSIA

Tite minimiza deslocamentos e chance de ter Alemanha nas oitavas

02/12/2017 às 7:29

Fonte: Da Redação com Gazeta Net

Sentado atrás do alemão Joachim Low, Tite acompanhou atentamente o sorteio dos grupos da Copa do Mundo 2018 realizado na tarde desta sexta-feira, no Kremlin. Os deslocamentos da primeira fase e a possibilidade de encontrar a Alemanha logo nas oitavas de final não preocupam o técnico da Seleção.

Cabeça de chave do Grupo E, o Brasil viajará para Rostov-on-Don, São Petersburgo e Moscou para enfrentar Suíça, Costa Rica e Sérvia, respectivamente. Baseado em Sochi, o time comandado por Tite não atuará na cidade, algo minimizado pelo próprio treinador.

“Não teríamos como contornar essa situação. O que procuramos é a melhor logística possível, principalmente para mim, em termos técnicos. Não dava para controlar os locais, mas posso assegurar que as situações são de transportes que, independentemente da distância, são rápidos”, afirmou Tite, atento aos fatores que pode determinar.

foto: Divulgação

“Deixa eu gastar toda minha energia nas variáveis que posso controlar. É o treinamento com qualidade, a logística que permite aos atletas evoluírem, um grau de confiança importante, um fortalecimento e crescimento da equipe. Essas variáveis, posso controlar. As outras, são das circunstâncias de competição”, afirmou.

Atual campeã mundial, a Alemanha compõe o Grupo F com México, Suécia e Coreia do Sul. Se o Brasil avançar em primeiro lugar e a seleção germânica em segundo ou o contrário, as duas equipes duelam logo nas oitavas de final. Questionado sobre os possíveis rivais, Tite preferiu destacar a dificuldade do torneio em geral.

“O nível de exigência é muito alto, ainda mais com o aspecto emocional aflorado. O campeão há três edições (Itália) não está, o terceiro da última Copa (Holanda) não está, o bicampeão da Copa América (Chile) não está”, exemplificou. “É uma responsabilidade grande e também uma alegria muito grande nós buscarmos a excelência”, afirmou.

Tite admitiu desconhecer detalhes sobre a Sérvia e prometeu estudar todos os primeiros rivais. “É importante fazer ajustes às características e formas dos adversários”, disse, com o foco em sua própria equipe. “A essência é o Brasil se consolidar, se fortalecer, encontrar variáveis e estar preparado para os adversários”, reiterou.

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons