Fechar

Fechar

Técnico pede afastamento de auxiliar e volante deixa o Campinense

Da Redação. Publicado em 20 de fevereiro de 2018 às 22:21.

Líder do Grupo A com 19 pontos, quase 80% de aproveitamento e dependendo apenas de uma vitória, contra Serrano ou Treze, para se garantir de vez nas semifinais do Paraibano 2018.

A situação do Campinense é altamente confortável. E o ambiente de bastidores é 100% de paz, pode pensar quem não acompanha o dia a dia do clube.

Mas não é bem assim.

Nesta terça-feira (20), por exemplo, o auxiliar técnico Dinho, que é funcionário do clube, não esteve no gramado para trabalhar junto com o técnico Celso Teixeira no treino da tarde.

A explicação dada pela diretoria, através do presidente William Simões, é de que o próprio treinador pediu o afastamento do seu auxiliar.

Especula-se que ambos teriam discutido asperamente, o que motivou a solicitação por parte de Celso do afastamento de seu companheiro de comissão técnica.

Foto: Paraibaonline

Fato é que William acatou o pedido do treinador, mas disse que Dinho permanece como funcionário do clube, agora auxiliando o gerente de futebol Marquinhos Marabá na parte administrativa.

Desligamento

Sem chance no time comandado por Celso Teixeira, volante Vitor Recife fez acordo com a diretoria e deixou o Campinense nesta terça-feira.

O jogador foi trazido por indicação do próprio técnico, mas acabou se lesionando e mesmo após a recuperação, não estava sendo utilizado.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube