Fechar

logo

Fechar

Técnico interino do Treze admite que mais jovens têm sentido pressão

Da Redação. Publicado em 12 de março de 2019 às 10:44.

O empate sem gols entre o CSP e o Treze, no último domingo (10), no Almeidão, colocou fim a sequência de derrotas do Alvinegro.

Apesar do ponto conquistado, a equipe do bairro de São José atingiu a marca de cinco jogos consecutivos sem vencer ou marcar gols pelo Campeonato Paraibano.

Com um a menos desde o final do primeiro tempo, após expulsão do atacante Saldanha, o Treze até teve boas chances pra sair com a vitória.

Mas, graças a ajuda do seu rival Campinense, que goleou o Serrano, adversário direto do Galo contra o rebaixamento, o ponto conquistado acabou sendo positivo.

Para o comandante interino Kléber Romero, as circunstâncias da partida e do atual momento vivido pelo clube tornam o empate um bom resultado.

Foto: Ascom / Treze FC

– De certa forma, sim (é um bom resultado), pelo momento que a equipe vive, que vem de quatro derrotas consecutivas. A nossa equipe hoje poderia tanto ter perdido, porque ficou com um homem a menos, mas no momento de maior dificuldade a equipe se superou. Acho que no segundo tempo a equipe me surpreendeu bastante e precisamos continuar trabalhando para conseguir sair dessa – avaliou.

Mesmo com um jogador a menos durante quase todo o segundo tempo, foi na segunda etapa que o Treze teve as suas melhores chances de sair com um vitória fora de casa. Mas o nervosismo em alguns momentos acabaram prejudicando na conclusão das jogadas. Para o técnico galista, os mais novos têm sentido a crise.

– A pressão em cima deles é de todos os lados. É a pressão de uma torcida grande, é a pressão deles próprios em querer acertar. Talvez a falta de vivência no futebol, de uma bagagem maior, faz com que essa pressão as vezes se torne até um certo ponto prejudicial – disse.

Apesar disso, o treinador ressaltou o trabalho que os jogadores mais experientes do elenco, como o goleiro Mauro Iguatu, têm tido para ajudar os demais.

– Temos conversando bastante com os mais novos, procurado ajudar aconselhando aqueles que são destinados muitas vezes a decidir. Não só o Mauro, como o Elielton, o Brumati têm comprado a causa, feito de tudo para que possamos fazer o melhor possível ajudando os atletas – concluiu.

O Galo da Borborema agora segue para a reta final do Paraibano com dois jogos decisivos em Campina Grande. Primeiro contra equipe da Perilima, no dia 17,e por último o Clássico dos Maiorais, encerrando a primeira fase, no dia 23.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube