Fechar

logo

Fechar

Técnico do Campinense diz que time não pode errar mais na reta final da Série D

Da Redação com VozDaTorcida. Publicado em 10 de novembro de 2020 às 17:25.

Foto: Ascom/Campinense

Foto: Ascom/Campinense

Com duas falhas da defesa, o Campinense acabou levando a virada por 2 a 1 para o Floresta-CE fora de casa e adiou mais uma vez a primeira sequência de duas vitórias consecutivas nesta Série D, algo que não aconteceu. Apesar disso, com os resultados da rodada, a equipe segue no G4 de sua chave na quarta divisão nacional.

A formação que entrou em campo com três atacantes – Matheus Régis, Rafael Ibiapino e Jobson – não funcionou, e os dois primeiros constantemente batiam cabeça ocupando o mesmo espaço do campo. Apesar disso, o treinador raposeiro, Hélio Cabral, afirmou que o setor ofensivo não o preocupa, e sim a defesa, que vem falhando sistematicamente, são motivos de dores de cabeça.

– Temos essa semana para trabalhar. Tem momentos que o Jobson fica solitário na frente, mas os jogos que fizemos aqui, com os homens mais avançados, temos feito gols. Os problemas são defensivos, tomamos gols que não podemos tomar. Tem momento que o pessoal fica dormindo. O ataque está resolvendo, mas defensivamente estamos desconcentrados, a equipe desliga um pouco do jogo, e isso favorece aos adversário a nos atacar na bola aérea, que vacilamos nos dois últimos jogos. Mas vamos trabalhar para corrigir esses erros – disse.

O fraco desempenho foi evidenciado com o gol sofrido aos 49 minutos do segundo tempo, quando Wellington Lima, após ter falhado no primeiro gol, rebateu a bola nos pés do zagueiro Alisson, que marcou o gol da virada e garantiu a vitória do Verdão.

Assim como diante do Salgueiro-PE, o tento tomado nos minutos finais de jogo voltou a castigar o Campinense. Voltando a citar a falta de concentração, Hélio Cabral admite conversar com o treinador de goleiros para decidir se o arqueiro seguirá com a camisa 1 ou se Waldson, que perdeu a vaga de titular devido a uma sequência de falhas, deve retornar ao time.

– Não podemos tomar os gols que estamos tomando, principalmente de bolas paradas. Toda semana tiramos dois ou três dias para tomar gols só de bolas paradas. A falha foi individual, não pode acontecer. Temos nosso treinador de goleiro, vamos avaliar qual será a formação ideal para a gente não tomar mais os gols fáceis que a gente vem tomando – lamentou.

O Campinense retornou às atividades na tarde desta segunda (09), e o foco agora é o jogo de sexta-feira (13). No Amigão, a Raposa vai enfrentar o Floresta-CE, virtualmente classificado, às 16h. Com 13 pontos, o rubro-negro é o quarto colocado do Grupo A3, mas o Atlético de Cajazeiras, com 12, está na cola. Um pouco mais atrás, Globo-RN, com 11, e Afogados-PE, que tem 10 pontos, também estão de olho da vaga na próxima fase.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube