EXPECTATIVA

Técnico do Botafogo-PB espera jogo difícil contra o embalado Náutico

19/04/2018 às 18:39

Fonte: Da Redação

O treinador Leston Júnior falou sobre a preparação do Botafogo-PB para enfrentar o Náutico no próximo sábado (21), pela segunda rodada do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro.

Porém, antes, ele foi questionado sobre o mau desempenho de seus comandados na estreia, no empate em 0 a 0 diante do Salgueiro-PE fora de casa. Para o comandante do Belo, o cansaço devido a maratona de jogos decisivos pesou.

– O Salgueiro fez um ótimo jogo contra o Juazeirense pela pré-Copa do Nordeste. Fizemos um jogo lá no que era possível devido as circunstâncias. Foi uma semana atípica, vinhamos de 21 dias com sete jogos, jogos decisivos, e tínhamos que aproveitar para recuperar os jogadores. Fizemos um ponto importante. Esperamos a mesma dificuldade contra o Náutico. No Nordeste, é a equipe de melhor aproveitamento. Nossa meta é nos manter pelo menos três pontos da zona de classificação, porque é na reta final que a classificação é decidida – disse.

Foto: Voz da Torcida

Contra o Timbu, que quebrou um jejum de treze anos sem títulos ao vencer o Campeonato Pernambucano há alguns dias, Leston espera muitas dificuldades, e alertou para o bom momento pelo time alvirrubro. Apesar de ter sido rebaixado da Série B no ano passado e sofrer severa crise financeira, o Náutico tem um dos melhores desempenhos do país neste início de 2018.

– O Náutico historicamente é uma equipe difícil de ser batida, e não só na questão regional, e sim nacionalmente. Foram rebaixados ano passado, mas mantiveram a metodologia de trabalho com o Roberto Fernandes, que caiu, mas já iniciou o planejamento para 2018. Não é surpresa o início de ano muito bom. É um time que vive um momento muito interessante, mas nós também vivemos e começamos bem a temporada. Esperamos ser merecedores de conseguir um bom resultado no sábado – afirmou.

Outro assunto na entrevista coletiva foi o meia Marcos Aurélio. Eleito craque do Campeonato Paraibano de 2018 pelo Voz da Torcida, o técnico admitiu que o time perde muito quando seu camisa 10 está bem marcado ou não está nos seus melhores dias, mas porque é difícil substituir um jogador de técnica tão apurada, e fez até uma comparação com os dois melhores jogadores do mundo na última década.

– Todo time que tem um grande jogador, ele se vê refém do desempenho deste atleta. Em uma instância maior, até o Barcelona sente quando o Messi não está em um bom dia, como o Real Madrid com o Cristiano Ronaldo. Temos procurado criar alternativas para que quando ele for bem marcado, surja espaço para que outros atletas possam aproveitar, já que é difícil encontrar alguém nesse nível para fazer o que ele pode fazer – explicou.

Sobre reforços, Leston já pode contar com os zagueiros Adalbeto e Júnior Lopes, que estão regularizados. O goleiro Rhuan ainda não está apto. O treinador admitiu que o Belo está no mercado em busca de homens de frente, mas explicou a cautela adotada para a chegada de novos jogadores.

– Estamos procurando, mas com cuidado. Precisamos elevar o nível. Muitos clubes cometem o erro de contratar demais. As vezes é preferível sofrer um pouco e contratar depois para resolver, e não para fazer número, principalmente em uma competição que temos só um jogo por semana. Um elenco grande fica com jogadores insatisfeitos. Quando trouxemos um goleiro e dois zagueiros, foi para aumentar o nível de competição interna para assim aumentar o nível geral da equipe – encerrou.

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons