Fechar

Fechar

Surge nova polêmica no Paraibano 2018 em dia de julgamento no “tapetão”

Da Redação. Publicado em 22 de março de 2018 às 15:31.

O clima de acirramento entre diretorias de Treze e Botafogo-PB, somado aos posicionamentos confusos da Federação Paraibana de Futebol, estão bagunçando ainda mais a cabeça dos desportistas do Estado.

Às vésperas da partida de ida das semifinais do Paraibano entre as duas equipes, e no dia do julgamento que pode até paralisar o campeonato, as cúpulas de Galo, Belo e FPF discutem através de ofícios e pareceres se vai ter jogo, quem vai apitar, qual time tem a vantagem etc.

O que se tem de concreto é que nesta quinta-feira (22), a partir das 18h30, no Tribunal de Justiça Desportiva da Paraíba (TJD-PB), serão julgadas as ações de Botafogo-PB e Sousa, que divergem da Federação no entendimento do regulamento do estadual: o time pessoense que as vantagens do Treze em uma das semifinais por entender que somou mais pontos que o Galo, enquanto o Dinossauro pleiteia a vaga do Serrano nas semifinais contra o Campinense por interpretar que um dos parágrafos do artigo 9 lhe confere esse direito.

No caso do Sousa, a tendência é que o Tribunal desqualifique o pleito. Já no caso do Botafogo-PB, apesar de parecer da Procuradoria contrário ao pedido do Belo e de nota explicativa da FPF igualmente conflitante com o pensamento botafoguense, o resultado é uma incógnita.

Vale o registro de que, independente do resultado das ações processadas hoje, os envolvidos que se julgarem prejudicados ainda terão o STJD como última instância para recorrer. E aí mora o perigo de a bola parar de rolar no Paraibano 2018.

Em meio a todo esse imbróglio, a FPF confirma o Clássico Tradição para as 19h de domingo, no Almeidão, ratificando assim seu entendimento de vantagens para o Treze, que decide em casa e se classifica até com o empate na soma dos resultados da ida e da volta.

No final da manhã desta quinta, entretanto, como se não bastassem as tantas informações sobre confusão nos bastidores, eis que Treze e Botafogo-PB resolvem oficiar a Federação com pedidos diferentes sobre a arbitragem da partida até então marcada para domingo.

Em um ponto os clubes concordam: ambos não querem árbitros e assistentes paraibanos atuando no clássico.

De um lado o Treze depositou R$ 20 mil na conta da FPF e solicitou arbitragem da Fifa para embate. Do outro, o Botafogo-PB pediu que a entidade colocasse em prática o intercâmbio estabelecido entre as federações do RN, AL e SE, postulação que a própria diretoria do Galo levantou na semana passada.

A Federação, em novo parecer, assim como aconteceu na semana passada com a solicitação trezeana, acatou a demanda do Belo.

Leia a íntegra do Parecer da FPF sobre arbitragem do Clássico Tradição.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube