Fechar

logo

Fechar

Série A: Vasco empata e sai da zona de rebaixamento

Da redação com Folhapress. Publicado em 19 de novembro de 2020 às 22:50.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Em jogo adiado da 16ª rodada do Campeonato Brasileiro, Vasco e Fortaleza empataram em 0 a 0 em São Januário (RJ). Com o resultado, o Cruz-maltino subiu uma posição e respirou fora da zona de rebaixamento.

Já os cearenses entraram no “bolo” das equipes com 25 pontos, junto com Athletico-PR, Sport e Corinthians, ocupando a 12ª colocação.

Neste fim de semana, o Vasco visita o São Paulo no Morumbi (SP), no domingo, e o Fortaleza pega o Botafogo no Nilton Santos (RJ).

ROMARINHO INCANSÁVEL
O atacante do Fortaleza deu bastante trabalho para a defesa do Vasco, correndo bastante, arriscando dribles e chutes.
TALLES MAGNO APAGADO

O jovem atacante do Vasco teve mais uma noite apagada e pouco inspirada. Suas tentativas de jogadas não surtiram efeito. Ele foi substituído no intervalo por Gustavo Torres.
LÉO MATOS SUSPENSO

Com o cartão amarelo que recebeu, o lateral direito Léo Matos está suspenso da partida contra o São Paulo, neste domingo (22), no Morumbi (SP).

PRIMEIRO TEMPO RUIM
O telespectador que acompanhou o primeiro tempo pode ter sentido sono. Com o campo muito pesado por conta da chuva, o jogo se tornou truncado e nenhuma das equipes criou chances claras de gol. Os lances de maior perigo foram do Fortaleza, mas nada que também tenha enchido os olhos. O Tricolor, porém, teve mais posse de bola e finalizações.

TIROU TINTA
Em seu último lance antes de ser substituído, aos 35 do segundo tempo, Léo Gil soltou um balaço da intermediária e a bola tirou tinta da trave.
BLITZ DO FORTALEZA

No fim do segundo tempo, o Fortaleza promoveu uma blitz no ataque e em dois lances seguidos chegou ao gol. Num deles, a bola praticamente rolou sobre a linha da baliza de Fernando Miguel.

SÍMBOLO CONTRA O RACISMO

Na véspera do Dia Nacional da Consciência Negra, o Vasco estampou em seu uniforme um símbolo contra o racismo diante do Fortaleza.
Antes de a bola rolar, os jogadores também estenderam os braços com o punho cerrado em homenagem à data.

O logotipo se tornou uma marca oficial do clube e já foi utilizado em produtos oficiais e em outras ações vinculadas à este tema. Ele traz as palavras “igualdade e respeito” e a imagem de um punho cerrado.

DESFALQUES POR COVID
O Vasco teve uma baixa importantíssima de última hora para o duelo contra o Fortaleza: o meia Martín Benítez, que testou positivo para a covid-19. Com isso, os desfalques por conta da doença chegaram a oito. Os outros foram: Leandro Castan, Miranda, Ulisses, Fellipe Bastos, Carlinhos, Tiago Reis e Ribamar.
O Fortaleza também foi afetado pela covid-19 e teve três desfalques: Paulão, Osvaldo e Yuri César.

VASCO
Fernando Miguel; Werley, Marcelo Alves e Ricardo Graça; Léo Matos (Cayo Tenório), Andrey, Léo Gil (Marcos Júnior), Yago Pikachu (Vinícius) e Neto Borges; Talles Magno (Gustavo Torres) e Cano. Técnico: Ricardo Sá Pinto

FORTALEZA
Felipe Alves; Tinga, Jackson, Bruno Melo e Carlinhos; Juninho, Ronald (Derley), e Marlon (Igor Torres); Romarinho (Mariano Vásquez), David (Wanderson) e Wellington Paulista (Bergson). Técnico: Marcelo Chamusca

Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Auxiliares: Leirson Peng Martins (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)
VAR: Marcio Henrique de Gois (SP)
Cartões amarelos: Marcelo Alves, Léo Matos (VAS)

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube