Fechar

logo

Fechar

Santos vence Grêmio com dois gols de Marinho

Da redação com Folhapress. Publicado em 11 de outubro de 2020 às 19:12.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Santos venceu mais uma e se aproxima do G4 do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste domingo (11), o Peixe bateu o Grêmio na Vila Belmiro por 2 a 1, com dois gols de pênaltis.

Ambos foram batidos e convertidos por Marinho, de formas diferentes: um de cavadinha, outro forte no canto. Diego Souza fez para os visitantes, em jogo cheio de emoções nos minutos finais (Maicon parou em João Paulo e David Braz foi expulso).

Com o resultado, o Santos chega a 24 pontos e assume a sexta colocação, empatado com o Fluminense (os cariocas levam vantagem em número de vitórias). Agora, a equipe treinada por Cuca está a um ponto do G4 e do Internacional, que tem 25. O Grêmio se mantém com 17 pontos, na 11ª posição.

Na próxima quarta-feira (14), o Santos tem novo desafio na Vila Belmiro. O time de Cuca enfrenta o Atlético-GO às 20h30, pela 16ª rodada da competição. No mesmo dia, o Grêmio tem compromisso com o Botafogo. O Tricolor recebe os cariocas em sua arena às 19h15.

MARINHO DECIDE O JOGO

A fase de Marinho é boa e teve um novo capítulo na tarde de hoje. O camisa 11 voltou e decidiu para o Peixe: primeiro, converteu pênalti com cavadinha. Depois, em novo pênalti, bateu forte e deslocou Vanderlei. Os gols simbolizam mais uma atuação convincente do atacante, o mais perigoso pelo lado santista.

NO GRÊMIO, ROBINHO NÃO APARECE E SAI

Robinho era uma das peças do meio de campo titular de Renato Gaúcho neste domingo, mas não foi bem. Sumido no primeiro tempo, e pendurado com um cartão amarelo, o jogador deixou a partida na volta do intervalo. Isaque entrou em seu lugar e deu mais qualidade à criação.
CAVADINHA E HOMENAGENS

O Santos abriu o placar aos 19 minutos do primeiro tempo com um bonito gol de Marinho. O craque do time paulista enganou Vanderlei em pênalti com uma cavadinha e aproveitou para homenagear Robinho na comemoração.

O atacante pedalou ao lado dos companheiros, uma clara menção ao conhecido drible do ídolo, de volta ao clube. Na segunda cobrança, já na etapa final, o gesto se repetiu.

VANDERLEI VOLTA À VILA E TEM TRABALHO

Vanderlei reencontrou o ex-clube e a Vila Belmiro neste domingo e teve trabalho. Logo aos 13 minutos, espalmou chute da entrada da área de Kaio Jorge. Pouco depois, levou uma cavadinha de Marinho e viu Jean Mota carimbar a trave.

Já na etapa final, o goleiro contou novamente com a ajuda do poste: Marinho chapou com força e a bola explodiu na forquilha. Ainda teve tempo para mais. O goleiro fez boas defesas em sequência e barrou Madson e Luan Peres.

SANTOS PRESSIONA E CRIA COM ATAQUE LEVE

Escalado com Marinho, o Santos foi um time mais forte e com mais repertório no ataque neste domingo. Desenhado no 4-3-3, o Peixe apertou o Grêmio e controlou o primeiro tempo. A combinação do camisa 11 com Kaio Jorge e Arthur Gomes na frente, deu trabalho à zaga gaúcha, que se desdobrou para neutralizar as movimentações do trio.

O ímpeto no segundo tempo, no entanto, diminuiu um pouco, a equipe recuou e explorou mais os contra-ataques.

GRÊMIO MELHORA COM MEXIDA NO INTERVALO

Se começou com uma equipe mais ofensiva no 4-1-3-1, o Grêmio foi apertado pelo adversário quando tinha a bola e pouco criou no primeiro tempo. A atuação ruim e a fraca presença ofensiva, fez Renato Gaúcho mudar para o 4-2-3-1. Thaciano recuou e Isaque colou em Diego Souza.

O novo esquema melhorou um pouco o panorama e o Tricolor foi mais criativo na etapa final. Assim, inclusive, trabalhou bem a bola e construiu o gol de Diego Souza.

CRONOLOGIA DO JOGO

Kaio Jorge recebeu bola na área, tentou cruzar para o meio e viu Paulo Miranda interceptar. Só que o zagueiro do Grêmio se utilizou do braço, aberto, para bloquear o adversário. Pênalti. Na cobrança, aos 19 minutos do primeiro tempo, Marinho deu uma cavadinha e abriu o placar.

Na etapa final, uma boa troca de passes pela esquerda resultou no gol de empate. Isaque tabelou com Diogo Barbosa e a bola chegou a Pepê.

O camisa 25 encontrou Diego Souza, que chapou no canto e igualou. Aos 32, David Braz deu carrinho no camisa 11 do Peixe, o árbitro foi checar no monitor do VAR e apontou novo pênalti. Desta vez, Marinho bateu forte no canto e recolocou sua equipe em vantagem.

SANTOS
João Paulo; Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres, Felipe Jonatan (Laércio); Jobson, Diego Pituca, Jean Mota (Madson); Marinho, Kaio Jorge (Lucas Lourenço) e Arthur Gomes. Técnico: Cuca

GRÊMIO
Vanderlei; Orejuela, Paulo Miranda (Rodrigues), David Braz, Cortez (Diogo Barbosa); Lucas Silva (Maicon), Thaciano, Robinho (Isaque); Luiz Fernando, Pepê e Diego Souza (Everton). Técnico: Renato Gaúcho

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Braulio da Silva Machado
Assistentes: Kléber Lúcio Gil e Eder Alexandre
Cartões amarelos: Jobson, Marinho (Santos); Robinho, David Braz, Rodrigues (Grêmio)
Cartão vermelho: David Braz (Grêmio)
Gols: Marinho, aos 19min do primeiro tempo; Diego Souza, aos 27min, e Marinho, aos 33min do segundo tempo

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube