Fechar

Fechar

Representantes de clubes e FPF avançam em solução para Segundona do Paraibano

Da Redação. Publicado em 15 de setembro de 2017 às 14:46.

Uma reunião realizada nesta sexta-feira (15), em João Pessoa, envolvendo representantes de São Paulo Crystal, Nacional de Patos e Federação Paraibana de Futebol avançou para uma solução em relação ao fim da segunda divisão do Campeonato Paraibano de 2017.

Na última quarta-feira seria realizada a partida de volta das semifinais envolvendo as duas equipes – o Naça venceu a primeira em casa por 2 a 1 -, mas, por falta de segurança, o jogo acabou sendo transferido de Cruz do Espírito Santo para João Pessoa. Porém, como a mudança foi feita em cima da hora e o time do Brejo queria cobrar R$ 100 para os ingressos dos visitantes, o Procon-PB entrou em acordo com o clube e a FPF, e a peleja acabou sendo adiada.

Uma reunião no Ministério Público definirá a nova data do jogo, mas ela estava marcada apenas para o dia 25 de setembro, causando uma paralisação de mais de dez dias no torneio.

Foto: Paraibaonline

Para diminuir o prejuízo causado pela pausa, clubes e FPF se juntaram e conseguiram que o encontro para definir a realização do jogo fosse antecipado.

– Conseguimos sensibilizar o promotor e ele antecipou a reunião do dia 25 para segunda-feira (18), às 20h30 entre o Ministério Público, FPF, representantes dos clubes e a Polícia Militar, para definir a data do jogo, o local e a hora. Tudo indica que ele será já durante a próxima semana, na quarta ou quinta-feira, a não ser que o São Paulo consiga mexer com a Justiça, mas esperamos chegar a um consenso – disse Zé Ivan, diretor de futebol do Nacional de Patos.

O motivo inicial para a alteração do local do jogo foi o desentendimento ocorrido entre os dois clubes no jogo de ida, que acirrou o clima para a decisão, com direito ao prefeito de Cruz do Espírito Santo fazer uma postagem em suas redes sociais sugerindo que não houvesse torcida visitante na partida de volta.

O dirigente nacionalino não descartou atuar na cidade do brejo, mas espera receber garantias de segurança para sua equipe.

– Vamos acatar a decisão do MP e jogar onde eles determinarem, seja em João Pessoa, Campina Grande ou Cruz do Espírito Santo, desde que a polícia nos assegure segurança. Temos que ir na certeza que termos apoio da polícia para nossa torcida, jogadores e comissão técnica – explicou.

Zé Ivan também ressaltou o empenho da Federação Paraibana de Futebol para conseguir resolver este problema o quanto antes, e elogiou o presidente da entidade, Amadeu Rodrigues, que, juntamente com seu departamento jurídico, tem atuado para realizar a semifinal o quanto antes.

– Amadeu Rodrigues desde ontem se empenhou para que a gente pudesse antecipar a reunião. Ele está preocupado em terminar logo o campeonato. Ele é conhecedor do que é a despesa de um clube de futebol, está ciente do nosso prejuízo, da torcida que se deslocou à João Pessoa – concluiu.

Quanto ao preço dos ingressos, no acordo, o Procon-PB já determinou que o valor cobrado será de até R$ 30.

Quem avançar do confronto entre São Paulo Crystal e Nacional de Patos garante o acesso para a primeira divisão estadual no ano que vem, e vai disputar o troféu da Segundona com a Desportiva Guarabira, que passou pelo Sport Campina na outra semifinal.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube