STJD

Presidente é suspenso por 50 dias e Botafogo-PB multado em R$ 7 mil

08/08/2017 às 10:10

Fonte: Da Redação

Na última sexta-feira (04), antes de mais uma derrota na Série C, o Botafogo-PB esteve no banco dos réus do Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

Citado na súmula da partida diante do Cuiabá-MT, quando o Belo perdeu por 1 a 0 jogando fora de casa, o presidente do clube, Zezinho Botafogo (José Freire da Costa) foi denunciado pelo árbitro Antônio Neuriclaudio Costa (CBF-AC) por invasão de campo e por dirigir palavras ofensivas ao trio de arbitragem.

Foto: Voz da Torcida

– (O dirigente) Invadiu o campo de jogo e foi até o local onde estava a equipe de arbitragem, onde o mesmo ofendeu toda a equipe de arbitragem da partida dizendo: “vocês são ladrões, um bando de safado, porcaria, filho da p*, não aguentou a pressão do time local, roubaram minha equipe” – diz o documento preenchido pelo árbitro após a partida.

No julgamento, o STJD decidiu absolver o dirigente da denúncia de invasão de campo, mas o puniu com suspensão e multa pelas palavras dirigidas aos homens do apito. O vice-presidente jurídico botafoguense, Alexandre Cavalcanti, detalhou a situação, já adiantando que o clube irá recorrer da punição.

– Eles afastaram a condenação por invasão e acataram a tese de agressão verbal. A comissão entendeu por aplicar 50 dias de suspensão e mais uma multa de R$ 7 mil. Nós pedimos para que seja lavrado o acórdão e publicado. Assim que for publicado a gente ingressa com um pedido de efeito suspensivo e um recurso para redução da multa e suspensão – explicou.

Enquanto estiver suspenso, Zezinho será substituído no Belo pelo ex-presidente e atual vice, Guilherme Novinho.

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons