PAZ

Presidente do Belo exalta clima pacífico em CG e quer Almeidão lotado no domingo

06/04/2018 às 18:27

Fonte: Da Redação

Um clássico bastante disputado dentro de campo, nervos a flor da pele, clima tenso, partida decisiva, com torcidas dos dois times nas arquibancadas empurrando os jogadores durante os 90 minutos de jogo.

Parece um cenário comum dentro do futebol. Mas não tem sido sempre assim.

A partida entre Campinense e Botafogo-PB, pelo primeiro jogo das finais do Paraibano de 2018, não gerou incidentes entre os adeptos das duas equipes dentro ou fora de campo, nem mesmo depois do apito final, com a vitória dos rubro-negros por 1 a 0.

Porém, na fase anterior, o Clássico Tradição entre Treze x Bota-PB jogado no Amigão, que acabou com o Belo avançando para as finais, foi disputado com torcida única, do alvinegro de Campina Grande, pois Polícia Militar e Ministério Público alegaram que, por questões de segurança, não era viável da presença dos visitantes na arquibancada.

Acontece que, no fim do segundo tempo, quando o Galo perdia e tinha a eliminação garantida, na arquibancada geral, houve conflito entre policiais e torcedores que acabaram com o disparo de balas de borrachas, bombas de efeito moral e spray de pimenta, causando grande tumulto no estádio e deixando pessoas feriadas, provando que a solução encontrada não resolve absolutamente nada.

Para o primeiro jogo das finais, também em Campina Grande, dirigentes de Campinense e Botafogo-PB se reuniram com os representantes da segurança para montar um esquema que garantisse a tranquilidade para quem resolvesse ir ao estádio, independente de qual camisa estivesse vestindo. E deu certo.

Foto: Voz da Torcida

Ao fim do jogo, o presidente botafoguense, Zezinho do Botafogo, ressaltou o clima de paz e disse que espera que os torcedores do Belo também recebam bem os rubro-negros no domingo, na segunda partida da decisão.

– Sempre defendi (duas torcidas). Fomos muito penalizados em não poder vir para Campina Grande ver a classificação contra o Treze. A gente espera que seja mantido isso. As duas torcidas se comportaram bem, sem nenhum problema. Precisamos trazer de volta a paz aos campos de futebol. Tivemos um diálogo entre Botafogo-PB e Campinense, e é nesse nível que tem que ser no futebol da Paraíba – falou.

Depois de ser derrotado por 1 a 0, o Belo precisa vencer em João Pessoa por qualquer placar para ficar com a taça de campeão estadual. Zezinho espera que a torcida botafoguense empurre seus jogadores, assim como os raposeiros fizeram em Campina Grande.

– Fomos  bem recebidos aqui. A torcida do Campinense veio em grande número e apoiou mesmo quando o Botafogo-PB era melhor na partida, no segundo tempo. Tenho certeza que nosso torcedor vai ter o mesmo espírito, fazer os jogadores saberem que estão com eles e que apoiem, que no final todos irão comemorar – concluiu.

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons