Fechar

logo

Fechar

Palmeiras perde em casa e aumenta pressão sobre o técnico

Da redação com Folhapress. Publicado em 14 de outubro de 2020 às 20:49.

Foto: Cesar Greco/Palmeiras

Foto: Cesar Greco/Palmeiras

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O Palmeiras sofreu sua terceira derrota consecutiva no Brasileiro ao levar 3 a 1 do Coritiba nesta quarta-feira (14), em pleno Allianz Parque. O resultado coloca mais pressão sobre o contestado trabalho do técnico Vanderlei Luxemburgo.

Após perder uma série invicta de 20 jogos, diante do Botafogo, e ser batido em casa pelo São Paulo, no último sábado (10), o treinador teve pela frente um rival que se encontrava na 18ª posição do Nacional e não conseguiu superá-lo.

A equipe paulistana ficou estacionada nos 22 pontos e perdeu contato com as primeiras posições do Campeonato Brasileiro. Já a formação paranaense chegou aos 16 e deixou, ao menos provisoriamente, a zona de rebaixamento.

A superioridade dos visitantes foi clara durante quase todo o confronto em São Paulo. Luxemburgo fez duas alterações ainda na etapa inicial, outras duas no intervalo e mais uma na sequência. Mesmo assim, não encontrou a resposta que buscava no grupo por ele mesmo questionado.

Depois de perder para clube tricolor no final de semana, o técnico rebateu críticas a respeito do desepenho de seu time. “Tem que saber se tenho equipe para jogar bonito”, disse.

Quando a bola rolou, não parecia que era o Coritiba o time entre os últimos, então na 18ª colocação. Os comandados de Jorginho tomaram conta do meio de campo, trocaram passes com facilidade e se impuseram para construir vantagem no primeiro tempo.

O placar foi aberto aos oito minutos, em jogada bem trabalhada a que a defesa do Palmeiras apenas assistiu. No segundo pau, Robson aproveitou o cruzamento por baixo de Giovanni Augusto.

Aos 24, Robson voltou a marcar em lance no qual a zaga dos donos da casa ficou só olhando. Após uma batida de lateral e passes trocados com facilidade, o atacante bateu bem da entrada da área.

A diferença não foi maior até o intervalo porque o Coritiba perdeu oportunidades e se atrapalhou para cortar um cruzamento, aos 38. Patrick de Paula, então, achou ótimo passe para Gabriel Veron diminuir.

Foto: Cesar Greco/Palmeiras

Foto: Cesar Greco/Palmeiras

A essa altura, diante da apatia de seu time, Luxemburgo já havia feito duas substituições, colocando Ramires e Willian nos lugares de Zé Rafael e Lucas Esteves. Na virada para o segundo tempo, trocou Marcos Rocha e Patrick por Rony e Danilo. Mais tarde, acionaria Raphael Veiga.

Nada funcionou. Foi o Coritiba que voltou a balançar a rede, aos 20 minutos da etapa final. Robson cruzou e, enquanto os zagueiros palmeirenses observavam a bola, Giovanni Augusto marcou de carrinho.

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Árbitro: Jefferson Ferreira de Moraes (GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Bruno Raphael Pires (Fifa-GO)
VAR: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Cartões amarelos: Zé Rafael, Felipe Melo, Gabriel Veron (PAL); Yan Sasse (COR)
Gols: Robson, aos sete minutos do primeiro tempo; Robson, aos 23 minutos do primeiro tempo; Gabriel Veron, aos 37 minutos do primeiro tempo; Giovanni Augusto, aos 19 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS
Weverton; Marcos Rocha (Rony), Felipe Melo, Renan e Esteves (Willian); Patrick de Paula (Danilo), Gabriel Menino, Zé Rafael (Ramires) e Gustavo Scarpa; Gabriel Veron e Luiz Adriano (Raphael Veiga). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

CORITIBA
Wilson; Natanael, Henrique Vermudt (Ramon Martínez), Sabino e William Matheus; Hugo Moura, Matheus Galdezani (Matheus Bueno), Giovanni Augusto, Yan Sasse (Gabriel) e Robson (Mattheus Oliveira); Rodrigo Muniz (Neilton). Técnico: Jorginho

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O Palmeiras sofreu sua terceira derrota consecutiva no Brasileiro ao levar 3 a 1 do Coritiba nesta quarta-feira (14), em pleno Allianz Parque. O resultado coloca mais pressão sobre o contestado trabalho do técnico Vanderlei Luxemburgo.
Após perder uma série invicta de 20 jogos, diante do Botafogo, e ser batido em casa pelo São Paulo, no último sábado (10), o treinador teve pela frente um rival que se encontrava na 18ª posição do Nacional e não conseguiu superá-lo.
A equipe paulistana ficou estacionada nos 22 pontos e perdeu contato com as primeiras posições do Campeonato Brasileiro. Já a formação paranaense chegou aos 16 e deixou, ao menos provisoriamente, a zona de rebaixamento.
A superioridade dos visitantes foi clara durante quase todo o confronto em São Paulo. Luxemburgo fez duas alterações ainda na etapa inicial, outras duas no intervalo e mais uma na sequência. Mesmo assim, não encontrou a resposta que buscava no grupo por ele mesmo questionado.
Depois de perder para clube tricolor no final de semana, o técnico rebateu críticas a respeito do desepenho de seu time. “Tem que saber se tenho equipe para jogar bonito”, disse.
Quando a bola rolou, não parecia que era o Coritiba o time entre os últimos, então na 18ª colocação. Os comandados de Jorginho tomaram conta do meio de campo, trocaram passes com facilidade e se impuseram para construir vantagem no primeiro tempo.
O placar foi aberto aos oito minutos, em jogada bem trabalhada a que a defesa do Palmeiras apenas assistiu. No segundo pau, Robson aproveitou o cruzamento por baixo de Giovanni Augusto.
Aos 24, Robson voltou a marcar em lance no qual a zaga dos donos da casa ficou só olhando. Após uma batida de lateral e passes trocados com facilidade, o atacante bateu bem da entrada da área.
A diferença não foi maior até o intervalo porque o Coritiba perdeu oportunidades e se atrapalhou para cortar um cruzamento, aos 38. Patrick de Paula, então, achou ótimo passe para Gabriel Veron diminuir.
A essa altura, diante da apatia de seu time, Luxemburgo já havia feito duas substituições, colocando Ramires e Willian nos lugares de Zé Rafael e Lucas Esteves. Na virada para o segundo tempo, trocou Marcos Rocha e Patrick por Rony e Danilo. Mais tarde, acionaria Raphael Veiga.
Nada funcionou. Foi o Coritiba que voltou a balançar a rede, aos 20 minutos da etapa final. Robson cruzou e, enquanto os zagueiros palmeirenses observavam a bola, Giovanni Augusto marcou de carrinho.

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Árbitro: Jefferson Ferreira de Moraes (GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Bruno Raphael Pires (Fifa-GO)
VAR: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Cartões amarelos: Zé Rafael, Felipe Melo, Gabriel Veron (PAL); Yan Sasse (COR)
Gols: Robson, aos sete minutos do primeiro tempo; Robson, aos 23 minutos do primeiro tempo; Gabriel Veron, aos 37 minutos do primeiro tempo; Giovanni Augusto, aos 19 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS
Weverton; Marcos Rocha (Rony), Felipe Melo, Renan e Esteves (Willian); Patrick de Paula (Danilo), Gabriel Menino, Zé Rafael (Ramires) e Gustavo Scarpa; Gabriel Veron e Luiz Adriano (Raphael Veiga). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

CORITIBA
Wilson; Natanael, Henrique Vermudt (Ramon Martínez), Sabino e William Matheus; Hugo Moura, Matheus Galdezani (Matheus Bueno), Giovanni Augusto, Yan Sasse (Gabriel) e Robson (Mattheus Oliveira); Rodrigo Muniz (Neilton). Técnico: Jorginho

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube