Fechar

logo

Fechar

Na Raposa, Canindé avisa que vai “repensar situações” antes do Galo Mineiro

Da Redação. Publicado em 11 de fevereiro de 2020 às 8:23.

O Campinense conheceu sua primeira derrota na temporada no domingo (09), quando perdeu para o Atlético de Cajazeiras, fora de casa, por 1 a 0, pela quarta rodada do Paraibano 2020.

Apesar das explicações pelo resultado, o técnico Oliveira Canindé não tem muito tempo para se lamentar. É que já nesta quarta-feira (12), a Raposa recebe outro Atlético, agora o Galo Mineiro, na estreia rubro-negra na Copa do Brasil.

Paraíba Online • Na Raposa, Canindé avisa que vai "repensar situações" antes do Galo Mineiro

Foto: Ascom / Campinense

Sobre a partida de amanhã, o treinador raposeiro espera muita dificuldade para sua equipe.

– Tenho que repensar as situações. É uma oportunidade de crescer e nos mostrar forte no que somos capazes de fazer. Vamos pegar um adversário muito forte. Precisamos cobrir melhor os espaços e ter o último passe com mais velocidade para sair melhor das dificuldades. Coloquei o Fábio Júnior e o Vargas contra o Cajazeiras para ganhar ritmo de jogo – explicou.

Já em relação à derrota no Sertão, Canindé lamentou o abatimento da equipe após sofrer o gol, quando praticamente deixou de atacar e não criou oportunidades. Além disso, o técnico ressaltou que os dias sem jogos oficiais, devido ao adiamento do clássico com o Botafogo-PB, atrapalharam os planos para o duelo no sertão.

– Eu tinha o Fábio Júnior e o (Vinícius) Vargas, sem ritmo de jogo. No segundo tempo, a perna pesou. Entraram o Ibiapino e o Zé Paulo, mas não conseguimos manter a pegada e a movimentação. Allefe também sentiu, ele se desgasta muito. Estávamos há quinze dias sem jogar. Mas tomamos o gol, nos abatemos e tivemos dificuldade de furar o bloqueio. Esses jogos falam muito das condições que temos. A cobrança entre eles foi grande, sobre os erros nos dias de hoje. É complicado sair desses dias parados e voltar. Futebol é complicado. No segundo tempo, sentimos muito. Em Campina Grande o clima é diferente. Não é desculpa, mas deixamos a desejar em aplicação – disse.

Na escalação inicial da Raposa, chamou atenção a entrada de Fábio Júnior como titular já no primeiro jogo após sua regularização. Sem participar de uma partida de futebol profissional desde 2012, o “Cantor”, como é conhecido pela torcida, teve participação discreta e foi substituído no intervalo.

Raposa e Galo mineiro se enfrentam pela Copa do Brasil às 21h30 desta quarta, no estádio Amigão.

Pelo regulamento do torneio, o Rubro-Negro precisa vencer para avançar. Em caso de empate ou vitória do adversário, o Atlético-MG é quem avança na competição.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube