Fechar

logo

Fechar

Na despedida de Sampaoli, Galo derrota Palmeiras no encerramento do Brasileiro

Da redação com Folhapress. Publicado em 26 de fevereiro de 2021 às 0:36.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Atlético-MG venceu o Palmeiras nesta quinta (25), por 2 a 0, no estádio do Mineirão, em duelo da última rodada do Campeonato Brasileiro de 2020. O volante Jair e o atacante Sasha fizeram os gols da partida.

O resultado fez o Galo terminar a competição na terceira colocação, com 68 pontos. O jogo desta noite marcou a despedida do técnico Jorge Sampaoli do Galo.

O argentino dá adeus ao clube por causa do interesse do Olympique de Marselha (FRA). O treinador está há semanas analisando o elenco francês e planejando detalhes para sua chegada à equipe europeia.

Expulso na penúltima rodada contra o Sport, Sampaoli ficou em um dos camarotes do Mineirão e acompanhou longe do banco de reservas a vitória em cima do Verdão.

Já Abel Ferreira esteve no banco e viu seus reservas terem um primeiro tempo melhor que o segundo. Com a final da Copa do Brasil no domingo (28), o técnico português escalou um Palmeiras cheio de reservas e garotos. O Verdão encerrou a campanha na sétima colocação, com 58 pontos.

O MELHOR: KENO
Com a boa atuação do goleiro Vinicius parando a maioria dos ataques atleticanos, o Atlético-MG chegou à vitória graças aos passes precisos de Keno. O atacante, ex-Palmeiras, entrou no segundo tempo no lugar de Diego Tardelli e deu as duas assistências para os gols atleticanos.

O PIOR: RENAN
O zagueiro formado na base do Palmeiras viu o volante Jair se antecipar no lance do primeiro gol. A defesa alviverde como um todo teve problemas especialmente na saída de bola no Mineirão.

ATUAÇÃO DO ATLÉTICO-MG
O Atlético-MG foi para o jogo com o time considerado titular, mas, mesmo assim, teve dificuldades contra um Palmeiras completamente modificado. O goleiro Everson teve bastante trabalho e fez defesas difíceis pelo lado atleticano, algo bem parecido com o que aconteceu com Vinícius, que assumiu a meta do Alviverde na vaga do titularíssimo Weverton. A diferença é que o goleiro do Galo saiu sem sofrer gols e duas bolas terminaram nas redes do palmeirense.

Marcado por ser um time incisivo, agressivo e que costumeiramente termina as partidas com mais posse de bola sob o comando de Sampaoli, dessa vez o Atlético-MG ficou em condições mais equilibradas com o adversário. O que desequilibrou mesmo foi o atacante Keno, artilheiro do time mineiro na temporada (11 gols) e o líder de assistências da equipe (10) no ano.

ATUAÇÃO DO PALMEIRAS
Recheado de reservas, o Palmeiras tirou seus principais jogadores por conta da final da Copa do Brasil, contra o Grêmio. Depois de um primeiro tempo até mais perigoso, o time de Abel Ferreira caiu de ritmo no segundo tempo e acabou derrotado. O principal, porém, foi dar minutos a Wesley e Gabriel Veron, que voltaram de lesão, além de Zé Rafael e Danilo, que fizeram recondicionamento físico nas últimas semanas. Vinicius Silvestre também deixou boa impressão.

CRONOLOGIA
O jogo teve um lance polêmico logo aos quatro minutos, quando Everson fez falta dura em Lucas Lima na entrada da área, e o Palmeiras pediu a expulsão do goleiro do Atlético-MG. O árbitro deu apenas cartão amarelo, e Gustavo Scarpa, na cobrança, parou no arqueiro, que fez uma boa defesa.

Antes do intervalo, Everson fez outra defesa importante, em finalização de Wesley -Diego Tardelli no minuto seguinte parou em Vinicius Silvestre também.

No segundo tempo, o Galo voltou incomodando mais, mas continuou esbarrando na boa atuação do arqueiro palmeirense. Justo em uma saída de bola errada de Vinicius, o Atlético iniciou a jogada do primeiro gol, de Jair, de cabeça. Keno, que havia dado a assistência, deu o passe também para o segundo gol, de Sasha, já aos 43.

ABEL NA BRONCA -DE NOVO
De volta ao banco de reserva após cumprir suspensão automática, Abel Ferreira por pouco não levou nova advertência. O português ficou muito irritado pela decisão de Heber Roberto Lopes não expulsar Everson, logo no início da partida, pela falta em Lucas Lima na entrada da área. O juiz chegou a chamar a atenção do treinador, que na semana passada pediu desculpa por seu comportamento contra a arbitragem no clássico diante do São Paulo.

ATLÉTICO-MG
Everson; Guga, Junior Alonso, Igor Rabello e Guilherme Arana; Allan, Jair e Zaracho (Hyoran); Savarino (Alan Franco), Marrony (Sasha) e Diego Tardelli (Keno). Técnico: Jorge Desio (auxiliar)

PALMEIRAS
Vinicius Silvestre; Breno Lopes, Kuscevic, Renan e Vanderlan; Zé Rafael (Danilo), Lucas Lima, Gustavo Scarpa e Lucas Esteves; Wesley (Gabriel Veron) e Gabriel Silva (Marcelinho). Técnico: Abel Ferreira

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC)
Árbitro de vídeo: Braulio da Silva Machado (SC)
Cartões amarelos: Everson, Zaracho, Guga (CAM)
Gols: Jair, aos 33 minutos do segundo tempo (1-0); Sasha, aos 43 minutos do segundo tempo (2-0)

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube