Fechar

logo

Fechar

Lewis Hamilton quebra tabu e vence o GP da Emilia Romagna

Da redação com Folhapress. Publicado em 1 de novembro de 2020 às 12:45.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Correndo em Ímola pela primeira vez na Fórmula 1, no chamado GP da Emilia Romagna, Lewis Hamilton chegou à sua 9ª vitória, neste domingo (1º), da temporada e ficou ainda mais perto do heptacampeonato mundial da categoria.

Valteri Bottas, que largou na pole position, terminou o GP na 2ª posição. Daniel Ricciardo, da Renault, fechou o pódio. A dobradinha dá o sétimo título seguido de construtores à Mercedes.

Com uma estratégia eficiente de pit stops, o britânico chegou a perder a 2ª posição para Max Verstappen na largada, mas superou tanto o adversário da Red Bull quanto Bottas após adiar sua parada e ganhar vantagem com a pista livre.

Verstappen, aliás, fez uma boa corrida e chegou a passar o finlandês, ocupando a vice-liderança na metade final da prova. Um pneu estourado, no entanto, impediu o ataque a Hamilton, cedendo a Bottas o 2° lugar no pódio.

CORRIDA
Bottas não foi ameaçado por Hamilton, seu companheiro de equipe, e manteve a liderança com tranquilidade nos primeiros minutos de prova.

O mesmo não se pode dizer do hexacampeão mundial, que superado por Max Verstappen na primeira curva do circuito e fechou a primeira volta na 3ª colocação.

Ricciardo também fez um bom início de corrida e ultrapassou Gasly, que começou em 4° e tentou atacar Hamilton – o inglês, no entanto “fechou a porta” e fez o piloto da AlphaTauri perder velocidade.

Problemas no carro de Gasly, aliás, tiraram o francês da prova entre as voltas 9 e 10. Ele usou um capacete verde e amarelo em alusão a Ayrton Senna, que morreu em 1994 em Ímola.

HAMILTON
Lewis Hamilton e sua equipe foram calculistas na estratégia do primeiro pit stop para que o inglês assumisse a liderança.
Pouco depois das paradas de Verstappen e Bottas, o hexacampeão pediu, via rádio, para não parar naquele momento e aproveitou a pista “livre” para ganhar vantagem. O inglês começou a fazer as voltas mais rápidas do GP.

A vantagem projetada pela Mercedes para que Hamilton retornasse à pista na liderança estava apertada, mas um safety car virtual, que entrou em cena após um problema no carro de Ocon, contribuiu para que o inglês ganhasse tempo.
Após uma eficiente parada, o inglês voltou com 4 segundos à frente de Bottas.

VERSTAPPEN
A animação da Red Bull quanto ao desempenho do seu principal piloto, no entanto, não durou muito e acabou em grande frustração.
Isso porque, na volta 51, um dos pneus traseiros de Verstappen estourou subitamente, fazendo com que o carro parasse na brita e abandonasse a prova, abrindo caminho para uma nova dobradinha da Mercedes.

Veja a classificação final do GP da Emilia Romagna

1º Lewis Hamilton (ING/Mercedes)
2º Max Verstappen (HOL/Red Bull)
3º Daniel Ricciardo (AUS/Renault)
4º Sergio Perez (MEX/Racing Point)
5º Carlos Sainz (ESP/McLaren)
6º Pierre Gasly (FRA/AlphaTauri)
7º Charles Leclerc (MON/Ferrari)
8º Nico Hulkenberg (ALE/Racing Point)
9º Romain Grosjean (FRA/Haas)
10º Antonio Giovinazzi (ITA/Alfa Romeo)
11º Sebastian Vettel (ALE/Ferrari)
12º Kimi Räikkönen (FIN/Alfa Romeo)
13º Kevin Magnussen (DIN/Haas)
14º Nicholas Latifi (CAN/Williams)
15º Daniil Kvyat (RUS/AlphaTauri)
Não completaram
16º Lando Norris (ING/McLaren)
17º Alexander Albon (TAI/Red Bull)
18º Esteban Ocon (FRA/Renault)
19º Valtteri Bottas (FIN/Mercedes)
20º George Russell (ING/Williams)

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube