Fechar

logo

Fechar

Grêmio faz as pazes com a vitória depois de quatro jogos

Da redação com Folhapress. Publicado em 7 de outubro de 2020 às 22:31.

Foto: Lucas Uebel/Gremio FBPA

Foto: Lucas Uebel/Gremio FBPA

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Grêmio venceu o Coritiba, por 2 a 1, nesta quarta (7) em Porto Alegre. O resultado, do jogo válido pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, veio graças ao início avassalador: dois gols em 10 minutos. Depois, o time paranaense cresceu, dominou e pressionou a equipe de Renato Gaúcho. O placar encerra sequência de quatro partidas sem vitória no Brasileirão.

Os gols do jogo foram de Luiz Fernando, David Braz e Nathan. Robson chegou a fazer ainda no primeiro tempo para o Coritiba, mas o lance foi anulado por impedimento.

A vitória faz o Grêmio chegar aos 17 pontos e dá alívio. Mais que a pontuação, vale pelo fim do jejum no campeonato. Foram três empates e uma derrota nas mais recentes partidas. O Coritiba chega a três jogos sem vitória e afunda na tabela.

Na próxima rodada, o Grêmio visita o Santos e o Coritiba recebe o Fortaleza. O jogo em Curitiba é no sábado, 19h (horário de Brasília), e a partida na Vila Belmiro ocorre no domingo, às 16h.

QUEM FOI BEM
O Grêmio teve vários destaques no jogo. Diogo Barbosa, com assistência para o gol de Luiz Fernando, foi um deles. O próprio meia-atacante, substituto de Alisson, outro. Mas Matheus Henrique teve grande influência no jogo gremista. Com dinamismo.

QUEM DECEPCIONOU
No lado gremista, jogo fraco de dois nomes experientes e que foram novidade na escalação: Victor Ferraz e Robinho. Sem intensidade, a dupla ficou abaixo do restante no time. No Coritiba, o paraguaio Ramon Martínez errou bastante e saiu no intervalo.

GUILHERME BIRO CHORA
O camisa 18 iniciou o jogo e foi sacado por Jorginho ainda no primeiro tempo. Com míseros 20 minutos.
A troca ajudou o Coritiba a ganhar terreno no duelo, mas deixou o jovem inconsolável. O Premiere flagrou o jogador formado na base do Coxa chorando ao longo do primeiro tempo. Nas redes sociais, os torcedores do Coritiba demonstraram apoio.

DE AVASSALADOR A ‘DOMINADO’
Dois gols em 10 minutos e mais de 70% de posse de bola. Nada melhor do que números para desenhar, com clareza, o início de jogo do Grêmio. Avassalador, o time foi efetivo e conseguiu dominar por completo o adversário.

Mas a imposição não foi contínua. Ainda no primeiro tempo, o time reduziu o ritmo. Na etapa final, chegou a ser dominado pelo Coritiba e a reação de Renato Gaúcho foi fazer três mudanças de uma só vez.

Foto: Lucas Uebel/Gremio FBPA

Foto: Lucas Uebel/Gremio FBPA

CORITIBA REAGE
A postura do Coritiba cobrou preço, em duas parcelas pesadas, e o time sentiu tanto o golpe que Jorginho mexeu logo aos 20 minutos. A troca fora do comum, pelo tempo de jogo, ajudou a melhorar o rendimento. Mais dentro do duelo, a equipe criou chances e ficou perto do empate – gol foi anulado por impedimento no início do lance.

GRÊMIO
Vanderlei; Victor Ferraz, Paulo Miranda, David Braz e Diogo Barbosa; Lucas Silva (Thaciano), Matheus Henrique, Robinho (Maicon), Luiz Fernando (Guilherme Azevedo) e Pepê; Diego Souza (Isaque). Técnico: Renato Gaúcho

CORITIBA
Wilson; Natanael, Rodolfo (Nathan Silva), Sabino e Guilherme Biro (Giovanni Augusto); Ramón Martínez (Neilton), Hugo Moura (Pablo Thomaz), Matheus Sales e Wiliam Matheus; Gabriel (Yan Sasse) e Robson. Técnico: Jorginho

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC)
Auxiliares: Alex dos Santos (SC) e Johnny Barros de Oliveira (SC)
VAR: Pathrice Corrêa Maia (RJ)
Cartões amarelos: Paulo Miranda, Matheus Henrique (GRE); Ramón Martínez (CTB)
Gols: Luiz Fernando, aos 3 minutos do primeiro tempo; David Braz, aos 10 minutos do primeiro tempo (GRE)

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube