Governo deve liberar recursos e clubes vão disputar Paraibano de 2021

Da Redação com VozDaTorcida. Publicado em 22 de dezembro de 2020 às 12:20.

Foto: Secom/PB

Foto: Secom/PB

O teatro realizado pelos clubes e Federação Paraibana de Futebol – sem participação do Botafogo-PB – parece ter surtido efeito e o governador do estado, João Azevedo (Cidadania), autorizou sua equipe a trabalhar pela liberação dos recursos públicos para as agremiações contempladas pelos programas do governo.

O secretário Hervázio Bezerra, do Esporte, o Controlador Geral Letácio Guedes, e Marialvo Laureano, da pasta da Receita, se reuniram nesta segunda-feira (21) para tratar da disponibilização dos valores ainda no exercício fiscal do ano de 2020.

De acordo com o titular da SEJEL, um plano de aplicação dos gastos deve ser apresentado de forma online pelas agremiações para desburocratizar o andamento do processo. Prestações de contas, como forma de quitação de salários ou utilização dos recursos em outras áreas, devem ser demonstradas em uma plataforma que está sendo desenvolvida pelo próprio estado.

A sensibilidade com a falta de público e a consequente falta de recursos para os clubes pesou na decisão para mudar o pensamento de que só seriam liberados os valores após acordo das equipes com o Ministério Público para devolução do montante desviado nas fraudes do Gol de Placa, divulgadas em 2019.

Pela distribuição Paraíba Esporte Total, que substitui o Gol de Placa, cada clube deve receber os seguintes valores:

a) o clube campeão paraibano no ano imediatamente anterior ao campeonato – 10,1128% (dez inteiros e um mil cento e vinte e oito décimos de milésimos por cento); Botafogo-PB – R$ 303.384,00

b) o clube vice-campeão paraibano no ano imediatamente anterior ao campeonato – 8,4173% (oito inteiros e quatro mil cento e setenta e três décimos de milésimos por cento); Campinense – R$ 252.519,00

c) os demais clubes participantes do Campeonato Paraibano – 44,5901% (quarenta e quatro inteiros e cinco mil novecentos e um décimos de milésimos por cento), distribuídos em partes iguais entre os beneficiários indicados, no ano em que participarem do mencionado Campeonato; Atlético-PB, CSP, Perilima, Nacional de Patos, Sousa, Treze, São Paulo Crystal e Sport Lagoa Seca – R$ 167.212,875

d) os clubes participantes da Série C do Campeonato Brasileiro – 13,4231% (treze inteiros e quatro mil duzentos e trinta e um décimos de milésimos por cento), distribuídos em partes iguais entre os beneficiários indicados, no ano em que participarem do mencionado Campeonato; Botafogo-PB R$ 201.346,50 e Treze R$ 201.346,50

e) os clubes participantes da Série D do Campeonato Brasileiro – 4,7316% (quatro inteiros e sete mil trezentos e dezesseis décimos de milésimos por cento), distribuídos em partes iguais entre os benefi ciários indicados, no ano em que participarem do mencionado Campeonato; Atlético-PB – R$ 70.974,00 / Campinense R$ 70.974,00

f) os clubes participantes da Copa do Brasil – 9,5829% (nove inteiros e cinco mil oitocentos e vinte e nove décimos de milésimos por cento), distribuídos em partes iguais entre os beneficiários indicados, no ano em que participarem do mencionado Campeonato; Botafogo-PB – R$ 143.743,50 / Campinense – R$ 143.743,50

g) os clubes participantes da Copa do Nordeste – 9,1422% (nove inteiros e um mil quatrocentos e vinte e dois décimos de milésimos por cento), distribuídos em partes iguais entre os beneficiários indicados, no ano em que participarem do mencionado Campeonato; Botafogo-PB – R$ 274.266,00

No total receberão:

Botafogo-PB (R$ 922.740,00)

Campinense (R$ 467.236,50)

Treze (R$ 368.559,38)

Atlético de Cajazeiras (R$ 238.186,88)

CSP, Perilima, Nacional de Patos, Sousa, São Paulo Crystal e Sport Lagoa Seca (R$ 167.212,88).

Perilima e Sport Lagoa Seca, que não estão entre os clubes com débitos com o estado, sem necessidade do acordo de leniência, devem ser os primeiros a receber os recursos.

Nacional de Patos e Botafogo-PB estão em estágios mais avançados para negociar a dívida e também ter acesso ao montante. As outras agremiações correm contra o tempo para poder receber dinheiro público ainda no exercício deste ano.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube