Fechar

logo

Fechar

Goiás segura a pressão do Grêmio e deixa a lanterna

Da redação com Folhapress. Publicado em 13 de dezembro de 2020 às 7:35.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Goiás e Grêmio ficaram no 0 x 0 na noite deste sábado (12), em partida válida pela 25ª rodada do Brasileirão. O resultado foi bom para o esmeraldino que, com o ponto conquistado, deixou a lanterna do campeonato. O time agora é o 19º, soma 20 pontos e está empatado com o Botafogo, que perdeu mais um jogo, dessa vez contra o Internacional.

O Colorado, junto com o Palmeiras, que também venceu, ultrapassaram o Grêmio, que chegou agora ao 18º jogo de invencibilidade.
Antes de a bola rolar, o time de Renato Gaúcho já havia caído para a sexta colocação e o empate sem gols não colocou o time de volta no G4. Palmeiras, Internacional e Grêmio estão empatados com 41 pontos.

O próximo compromisso gremista será na quarta-feira, pelas quartas de final da Libertadores, contra o Santos. Já o Goiás terá nove dias de preparação até o confronto com o Corinthians, pelo Brasileirão, no dia 21.

LUCAS SILVA: MANDOU BEM
O volante do Grêmio dominou o meio campo na noite de hoje na Serrinha. Em duas cobranças de falta, rasteiras e com força, deu trabalho para a defesa esmeraldina. Além disso, foi fundamental na distribuição, sendo o jogador com mais passes bem-sucedidos no Grêmio.

LUIZ FERNANDO: FICOU APAGADO
Entre todos os homens de frente do Grêmio, foi o único que não conseguiu finalizar e oferecer perigo à defesa do Goiás. Saiu do jogo aos 26 do segundo tempo para a entrada de Ferreira, que no minuto seguinte já obrigou Tadeu a fazer boa defesa.

TROCAS TARDIAS
Mesmo com a possibilidade de fazer até cinco trocas, os dois técnicos não fizeram todas as suas mexidas e ainda demoraram para substituir. No caso de Renato Gaúcho, a primeira troca veio aos 26, quando colocou Ferreira e Thaciano nos lugares de Luiz Fernando e Darlan. Já o Goiás, com um banco formado apenas por jogadores da base, mexeu no time somente aos 39 minutos.

CRONOLOGIA DO JOGO
Antes do primeiro minuto de jogo, o Goiás já obrigou o Vanderlei a defender o gol gremista, com uma bomba de Ariel Cabral. Durante o resto da primeira etapa, o time esmeraldino teve alguns momentos de pressão, mas quem ficou mais próximo de abrir o marcador foi o Grêmio.

A melhor oportunidade foi na cobrança de falta rasteira de Lucas Silva, defendida por Tadeu. A segunda etapa começou de forma bem similar que a primeira etapa: com Vanderlei fazendo defesa com menos de um minuto de bola rolando.

O Goiás voltou mais faltoso, o que permitiu que o Grêmio tivesse pelo menos duas oportunidades na bola parada. Ferreira entrou na metade do segundo tempo e deu um fôlego novo ao ataque gremista, mas ainda assim não alcançou o gol.

GOIÁS
Tadeu; Iago Mendonça, David Duarte e Fabio Sanches; Shaylon, Breno, Ariel Cabral, Miguel Figueira (Daniel Oliveira) e Jefferson; Fernandão (João Marcos) e Rafael Moura. Técnico: Glauber Ramos

GRÊMIO
Vanderlei; Orejuela, Rodrigues, Kannemann e Bruno Cortez; Darlan (Thaciano), Matheus Henrique (Fabrício), Lucas Silva, Pepê e Churín (Patrick); Luiz Fernando (Ferreira). Técnico: Renato Gaúcho

Local: Estádio da Serrinha, em Goiânia (GO)
Árbitra: Édina Alves Batista (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Neuza Ines Back (ambos de SP)
VAR: José Cláudio Rocha Filho (SP)
Cartões amarelos: Iago Mendonça, Fábio Sanches, Ariel Cabral e Rafael Moura (Goiás); Rodrigues (Grêmio)

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube