Fechar

logo

Fechar

Galo vence mais uma e deixa o Coritiba na zona de rebaixamento

Da redação com Folhapress. Publicado em 6 de setembro de 2020 às 22:55.

Foto: Ascom/Coritiba

Foto: Ascom/Coritiba

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Com mais posse de bola e um futebol ofensivo, o Atlético-MG fez um bom primeiro tempo e venceu o Coritiba por 1 a 0, na noite deste domingo (6), no Couto Pereira. Eduardo Sasha foi autor do único gol do jogo válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro 2020. O time de Jorge Sampaoli caiu de rendimento no segundo tempo, mas conseguiu segurar o resultado.

O Atlético-MG ocupa a terceira posição do torneio nacional, com 15 pontos, dois atrás do Inter, primeiro colocado. Os mineiros têm um jogo a menos que o time do Rio Grande do Sul. O Coritiba é o 17º colocado, com sete pontos. O time fica na zona de rebaixamento da competição.

O Atlético-MG volta a campo na próxima quarta-feira para enfrentar o Santos na Vila Belmiro. O Coritiba enfrentará o Goiás no mesmo dia no estádio Hailé Pinheiro, em Goiânia.

QUEM FOI BEM: EDUARDO SASHA
Escalado mais uma vez como titular do time de Jorge Sampaoli, Eduardo Sasha foi o principal nome da partida. O atacante foi escalado como referência do setor ofensivo e aproveitou a única chance que teve no duelo. Ele contou com rebote em finalização de Igor Rabello para estufar a rede de Wilson. Foi o primeiro gol do camisa 18 em uma partida do Campeonato Brasileiro 2020. Ele já havia marcado no Mineiro.

QUEM FOI MAL: GIOVANNI AUGUSTO
Jorginho apostou em Giovanni Augusto como meia central do Coritiba. O jogador, todavia, não rendeu durante a partida. Ele teve dificuldades para criar jogadas de perigo a favor do visitante e pouco acrescentou nos lances de contra-ataque. O meio-campista falhou muito na armação do jogo para o time mandante. Não à toa deixou o campo aos 10 minutos do segundo tempo para a entrada de Hugo Moura.

CORITIBA TEM DIFICULDADE PARA ARMAR CONTRA-ATAQUES
Fechado no campo de defesa, o Coritiba encontrou dificuldades para armar contra-ataque. Preso em seu setor, o time de Jorginho tentou sair em velocidade com Robson e Sassá. A dupla, contudo, pouco pegou na bola e foi muito bem marcada por Igor Rabello, Junior Alonso e Jair. No primeiro tempo, por exemplo, o mandante só finalizou em uma oportunidade.

Robson mandou muito longe do gol de Rafael em chute da intermediária. Com as entradas de Igor Jesus e Hugo Moura, o mandante passou a controlar o jogo e criou as melhores chances, mas falhou nas finalizações. Sassá, Robson e o próprio Igor Jesus tiveram chances de igualar o marcador.

Foto: Ascom/Coritiba

Foto: Ascom/Coritiba

SAMPAOLI IMPROVISA E GALO DOMINA
Com Allan improvisado na lateral esquerda e atuando como um volante na saída de bola, o Atlético-MG controlou o jogo no Couto Pereira. O time de Jorge Sampaoli ficou mais tempo com a posse de bola e teve tranquilidade para criar as jogadas no ataque, evitando os lances de cruzamento, como em jogos anteriores. Keno e Savarino foram utilizados frequentemente pelos lados do gramado e contaram com as participações de Hyoran e Alan Franco em suas posições.

A dupla criou as melhores chances da equipe em lances pelos flancos. O Galo se defendeu com um 4-3-3 e atacou com uma formação diferente: 2-3-5. No segundo tempo, os mineiros foram colocados na defesa e tiveram dificuldades para sair com os homens de criação. A equipe se segurou na defesa e manteve o resultado positivo.

EQUIPES SÃO OBRIGADAS A MUDAR UNIFORME
O árbitro Diego Pombo Lopez (BA) pediu ao Coritiba para mudar o uniforme antes do jogo ocorrido na noite de hoje (6). No entanto, a diretoria do clube se recusou a trocar o fardamento, alegando ser o time mandante do confronto. O pedido da arbitragem ocorreu porque era possível confundir as duas camisetas.

O Galo jogou com a camiseta listrada, enquanto a do Coxa era branca.
Curiosamente, no intervalo, as duas equipes modificaram os uniformes. O Atlético-MG voltou do vestiário com uma camiseta branca, enquanto o Coritiba adotou o uniforme verde. A mudança foi um pedido de Diego Pombo Lopez (BA).

CORITIBA
Wilson; Jonathan (Natanael), Rodolfo Filemon, Sabino e William Matheus; Matheus Sales, Matheus Bueno (Giovanni) e Matheus Galdezani (Igor Jesus); Giovanni Augusto (Hugo Moura), Sassá e Robson. Técnico: Jorginho
ATLÉTICO-MG
Rafael; Guga, Igor Rabello, Alonso e Allan; Jair, Alan Franco (Bueno) e Hyoran (Guilherme Arana); Savarino, Keno (Marquinhos) e Eduardo Sasha (Marrony). Técnico: Jorge Sampaoli

Estádio: Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Árbitro: Diego Pombo Lopez (BA)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha (BA) e Jucimar dos Santos Dias (BA)
VAR: Gilberto Rodrigues Castro Junior (PE)
Cartão amarelo: Robson (Coritiba); Jair, Junior Alonso, Savarino (Atlético-MG)
Gol(s): Eduardo Sasha, aos 33 minutos do primeiro tempo (0-1)

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube