Fechar

logo

Fechar

Galo leva gol no final e fica no empate com o Inter no Mineirão

Da redação com Folhapress. Publicado em 6 de dezembro de 2020 às 21:02.

Foto: Ascom/Atlético

Foto: Ascom/Atlético

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – No primeiro duelo entre Atlético-MG e Internacional no “novo Mineirão”, os donos da casa levaram um duro golpe já no final do jogo e só saíram com o empate de 2 a 2, neste domingo (6), no jogo válido pela 24ª rodada do Brasileirão.

Yuri Alberto abriu o placar para os visitantes, mas Musto marcou contra e igualou o marcador. Na etapa final, Hyoran virou para o Galo, mas Peglow deixou tudo igual já no final da partida.

Com o resultado, o Galo permanece em segundo, mas só vai aos 43 pontos e vê o São Paulo abrir quatro pontos de vantagem (além de um jogo a menos). O Inter, apesar de emendar seu sétimo jogo sem vencer, leva um pontinho de volta com o time bastante mexido em Belo Horizonte. Agora, o Colorado tem 38 pontos, na sexta colocação.

QUEM FOI BEM: KENO
Na velocidade ou no um contra um, Keno foi a maior arma alvinegra na partida. Caindo pela esquerda, pecou em algumas decisões, mas deu trabalho demais para Rodinei. Não marcou nesta noite, mas terminou com uma assistência primorosa para Hyoran.

QUEM FOI MAL: MUSTO
Não foi uma partida desastrosa, mas Musto não se encontrou em campo. Além de fazer o gol contra, o volante não conseguiu dar qualidade à saída de bola quando foi necessário. Amarelado com pouco mais de 20 minutos, ficou pendurado cedo e acabou substituído no intervalo.

10 MINUTOS ELÉTRICOS
Como era de se esperar, o Atlético começou o jogo com mais posse e ameaçando no chute rasteiro de Arana. Mas no primeiro vacilo do Galo, o Inter balançou as redes com Yuri Alberto, se antecipando a Igor Rabello e testando para o gol. Só que não deu nem tempo de comemorar.

No ataque seguinte, Réver pegou uma sobra dentro da área e cruzou rasteiro para o azar de Musto, que cortou para sua própria meta. Tudo isso em 10 minutos de jogo.

KENO QUASE IMITA SÓBIS
Se no sábado (5) Rafael Sóbis marcou um golaço no Mineirão, neste domingo quase Keno fez o mesmo. No contra-ataque atleticano, o atacante recebeu a bola, chapelou o adversário e arriscou um chutaço do meio de campo.

A diferença é que a bola de Keno ganhou muita altura, facilitando o retorno e a defesa de Marcelo Lomba.

INTER SE RETRAI, E VARGAS CRESCE
Com o time muito mexido, o Inter preferiu esperar mais o Galo no campo de defesa e avançar nos contra-ataques, postura que não teve tanto sucesso, porque as transições não foram boas. O Atlético já era perigoso sempre que a bola passava por Keno, mas ganhou ainda mais força com as participações de Vargas. O chileno teve um gol corretamente anulado e ainda assustou em duas finalizações.

Foto: Ascom/Atlético

Foto: Ascom/Atlético

INTER VOLTA DIFERENTE, MAS DÁ ESPAÇOS
O jogo melhorou no segundo tempo principalmente porque o Inter avançou suas linhas em busca do segundo gol. Mas como era previsto, a postura também ofereceu os espaços que o Atlético estava procurando. Na extremidade esquerda, Keno seguiu como uma das principais armas. E foi daquele lado que ele caprichou no cruzamento para Hyoran virar a partida de cabeça.

ATLÉTICO LEVA BALDE DE ÁGUA FRIA
Apesar do resultado aberto, tudo estava encaminhado para a vitória do Atlético. Mas o time mandante pagou caro por causa de um vacilo lá no meio de campo. Allan recuou para Réver, que tentou afastar a bola. Sem querer, Mauricio acabou cabeceando e deixou Peglow livre para empatar o jogo. 2 a 2 placar final e balde de água fria para os mineiros.

ATLÉTICO-MG
Everson; Guga, Réver, Igor Rabello, Gabriel e Guilherme Arana; Allan e Hyoran (Zaracho); Vargas (Marrony), Sasha (Alan Franco) e Keno (Nathan). Técnico: Jorge Sampaoli

INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Rodinei, Lucas Ribeiro, Cuesta e Uendel; Musto (Rodrigo Lindoso), Rodrigo Dourado (Praxedes) e Patrick; Marcos Guilherme (Mauricio), Leandro Fernández (Thiago Galhardo) e Yuri Alberto (Peglow). Técnico: Leomir de Souza (auxiliar)

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa (RJ) e Thiago Henrique Corrêa Farinha (RJ)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Cartões amarelos: Hyoran, Igor Rabello (CAM), Musto, Marcos Guilherme, Yuri Alberto, Lucas Ribeiro, Rodrigo Lindoso, Peglow (INT)
Gols: Yuri Alberto, 8’1ºT (0-1); Musto, contra, 10’1ºT (1-1); Hyoran, 15’2ºT (2-1); Peglow, 42’2ºT (2-2)

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube