Fechar

Fechar

FPF adia decisão sobre polêmica do regulamento do Paraibano 2018

Da Redação. Publicado em 9 de março de 2018 às 15:13.

Quem tem prazo não tem pressa.

É assim que está pensando a diretoria da Federação Paraibana de Futebol (FPF) em relação às polêmicas discussões levantadas essa semana sobre o confuso regulamento do Campeonato Paraibano 2018.

Em meio ao turbilhão de declarações, nos bastidores ou não, o presidente da FPF, Amadeu Rodrigues, precisou viajar às pressas para o Rio de Janeiro, onde se encontrou com o mandatário da CBF, Marco Polo Del Nero, para tratar das eleições da referida entidade, deixando para a próxima semana seu posicionamento no que diz respeito ao que quer dizer na prática o documento que rege o certame estadual.

Mesmo com chegada prevista para esta sexta-feira (09) em João Pessoa, o dirigente máximo do futebol paraibano prefere se reunir com seus pares de diretoria neste final de semana e somente na segunda (12) apresentar a manifestação oficial da Federação sobre o caso.

Resumidamente, a polêmica consiste em uma interpretação de dirigentes de Botafogo-PB e Sousa de que, independente do classificado entre ambos nesse mata-mata que antecede as semifinais, a equipe que avançar terá vantagem diante do Treze na fase seguinte.

Isso porque, sob a ótica de sousenses e botafoguenses, o regulamento aponta o índice técnico como critério para definir quem joga a segunda partida das semis em casa, além de poder atuar pela igualdade na soma dos resultados da ida e da volta. Na primeira fase, o Belo somou 21 pontos, enquanto o Dinossauro sertanejo acumulou 20.

No jogo de ida, quarta-feira (07), no Sertão, o Sousa venceu o Botafogo-PB por 1 a 0 e agora está a um empate da classificação.

Líder do Grupo B e já garantido nas semifinais, o Treze ficou com 14 pontos. A diretoria alvinegra permanece com a leitura do regulamento que lhe confere todas as vantagens possíveis nas semifinais.

De acordo com o diretor jurídico da FPF, Marco Souto Maior Filho, um parecer detalhado sobre a contenda está sendo preparado e, antes de ser divulgado na segunda-feira, será analisado pelo presidente Amadeu Rodrigues.

– A inconsistência que estão levantando é pontual e pode ser resolvida nas omissões pela própria Presidência, através da Diretoria Jurídica da Federação – limitou-se a declarar Souto Maior Filho.

O dirigente refere-se ao 35º e último artigo do regulamento do Paraibano 2018, que versa o seguinte: “Os casos omissos serão resolvidos pela Presidência e o Departamento Técnico através de comunicação formal às partes”.

Imagem: Reprodução / FPF

 

 

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube