Fechar

logo

Fechar

Fortaleza e São Paulo empatam em jogo de muitos gols

Da redação com Folhapress. Publicado em 14 de outubro de 2020 às 21:58.

Foto: Ascom/Fortaleza

Foto: Ascom/Fortaleza

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O São Paulo voltou a mostrar fragilidade na defesa e, mesmo com dois jogadores a mais durante boa parte do segundo tempo, apenas empatou com o Fortaleza por 3 a 3 nesta quarta-feira (14), no Castelão, na partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Este foi o quarto enfrentamento de Rogério Ceni, técnico da equipe cearense, com o clube do Morumbi. Nos três duelos anteriores, o ídolo são-paulino havia sido derrotado em todos.

O time de Fernando Diniz ficou em desvantagem no placar três vezes no Castelão.

Sua equipe, que vinha de uma sequência positiva de dois jogos sem ser vazado (Atlético-GO e Palmeiras), chegou a atingir a marca de dez partidas consecutivas sofrendo gols na temporada, o que lhe custou no período a eliminação na fase de grupos da Copa Libertadores.

Estancar a sangria na defesa foi justamente o que permitiu à equipe voltar a vencer, incluindo o inédito triunfo contra o Palmeiras no Allianz Parque, o primeiro do São Paulo na arena alviverde, inaugurada em 2014.

Nesta quarta-feira, porém, as feridas na retaguarda tricolor voltaram a ficar abertas e o rival soube aproveitar essas falhas.

Logo aos 5 minutos de jogo, Tiago Volpi fez boa defesa em cabeceio de Paulão, mas David aproveitou o rebote para abrir o placar.

O São Paulo, que dava espaços para o contra-ataque dos cearenses, reagiu na partida graças à participação do meia Gabriel Sara, o são-paulino de melhor atuação no Castelão.

Pouco depois de a equipe sair em desvantagem, Sara foi à linha de fundo e cruzou para trás. Luciano tentou desviar para o gol, mas acabou assistindo Brenner, que completou na pequena área para empatar e marcar o seu sétimo gol em 2020.

Contudo, não deu nem tempo de o São Paulo sair em busca do segundo gol. O lateral direito Tinga avançou com liberdade pelo campo de ataque e, sem ninguém para incomodar a sua arrancada, viu a zaga são-paulina recuar. Antes de invadir a área, arriscou de fora e mandou a bola no ângulo de Volpi.

Pouco antes do fim do primeiro tempo, Gabriel Sara encontrou Igor Vinícius com belo passe de calcanhar. O lateral direito invadiu a área e cruzou rasteiro para Luciano, que só empurrou para anotar o sexto gol com a camisa tricolor.
No início da etapa final, o São Paulo ganhou uma grande oportunidade de virar a partida.

O goleiro Felipe Alves saiu da área e derrubou Brenner com um carrinho, levando cartão amarelo. Depois de checar o lance no monitor, o árbitro Rodolpho Toski Marques deicidiu expulsar o goleiro do Fortaleza. O jogo ficou aproximadamente dez minutos parado entre a checagem do lance e uma confusão na entrada do goleiro reserva da equipe da casa, que permanecia com 11 em campo.

Com um a menos, o Fortaleza saiu em mais um contra-ataque e puniu a defesa são-paulina novamente. Gabriel Dias aproveitou cruzamento e, de cabeça, colocou os cearenses na frente.

A equipe de Rogério Ceni ainda chegou a mandar uma bola no travessão, que poderia ampliar a vantagem no placar.
Carlinhos, aos 42 minutos de jogo, levou cartão vermelho e deixou o Fortaleza com dois a menos.

Em mais uma participação de Gabriel Sara, que acionou Daniel Alves com um passe de calcanhar, o camisa 10 tricolor cruzou na área, Luciano errou o chute e Brenner aproveitou, com oportunismo, para empatar o jogo aos 49 minutos da etapa final e anotar o seu oitavo gol na temporada.

Rodolpho Toski Marques ainda visualizou um último lance no monitor em um possível toque de mão do zagueiro Jackson na grande área, mas não viu penalidade e encerrou a partida logo depois de rever o lance.

São Paulo e Fortaleza voltam a se enfrentar no próximo dia 25, um domingo, no Morumbi, no jogo de volta das oitavas de final.

FORTALEZA
Felipe Alves; Tinga, Jackson (Roger Carvalho), Paulão e Carlinhos; Felipe (Max Walef), Juninho, Gabriel Dias e Ronald; Romarinho (Marlon) e David (Yuri César) (Bruno Melo). Técnico: Rogério Ceni

SÃO PAULO
Tiago Volpi; Igor Vinícius (Tchê Tchê), Bruno Alves (Vitor Bueno), Diego Costa e Reinaldo; Luan (Pablo), Gabriel Sara, Igor Gomes (Paulinho) e Daniel Alves; Luciano e Brenner. Técnico: Fernando Diniz

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Sidmar dos Santos Meurer (PR)
VAR: José Mendonça da Silva Junior (PR)
Cartão amarelo: Felipe, Rogério Ceni, Max Walef (Fortaleza); Reinaldo, Fernando Diniz (São Paulo)
Cartão vermelho: Felipe Alves e Carlinhos (F); Fernando Diniz (SP)
Gols: David, aos 5min, Brenner, aos 16min, Tinga, aos 21min, e Luciano, aos 44min do primeiro tempo; Gabriel Dias, aos 20min, e Brenner, aos 49min do segundo tempo

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube