Fechar

logo

Fechar

Fluminense espera se redimir de vexame no duelo deste sábado contra o Sport

Da redação com Folhapress. Publicado em 16 de janeiro de 2021 às 7:49.

Foto: Lucas Merçon/FFC

Foto: Lucas Merçon/FFC

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) – A goleada por 5 a 0 para o Corinthians mexeu com os bastidores do Fluminense. Mesmo fora por conta da Covid-19, o técnico Marcão está sob pressão, e a sequência de jogos contra equipes da parte de baixo da tabela do Campeonato Brasileiro será decisiva para o trabalho.

A primeira dessas partidas acontece neste sábado (16), às 19h, contra o Sport, no Engenhão, pela 30ª rodada. Enquanto o Tricolor tenta se sustentar próximo à zona de classificação para a Libertadores, a equipe pernambucana trabalha para escapar do rebaixamento -no momento, ocupa o 14º lugar, com 32 pontos, três à frente do Bahia, que é o primeiro time do grupo dos últimos quatro colocados.

Longe de ser unanimidade interna para o cargo quando Odair Hellmann deixou o clube, o treinador nem sequer participou da semana de treinos entre a virada do Tricolor no Fla-Flu e a noite desastrosa em São Paulo, onde seus comandados sofreram a maior derrota da história do confronto de 88 anos diante do Timão.

Ainda assim, como também recebeu os louros da vitória sobre o arquirrival carioca, o vexame também respingou em seu cargo. Quem esteve à beira do campo e à frente dos treinos foi Ailton, que tomou as decisões pela manutenção da escalação e também das substituições – que não surtiram efeito na derrota do Fluminense na Neo Química Arena.

Ambos, agora, estão na berlinda: resultados adversos contra Sport (C), Coritiba (F), Botafogo (C), Goiás (C) e Bahia (F) podem significar o fim da linha, ou um “rebaixamento” de volta às funções de auxiliares, comandando o sub-23 e participando de atividades com o elenco profissional.

Oficialmente, o discurso da cúpula de futebol do Flu ainda é uníssono, sem cogitar, por ora uma mudança no cargo. Mas com a pressão por resultados e a abertura de uma nova vaga para a próxima Libertadores por meio do Brasileirão com a definição da final continental entre Santos e Palmeiras, uma troca de comando é, sim, uma alternativa que ganha força no clube.

Há, inclusive, quem defenda uma solução da casa: Eduardo Oliveira, técnico do sub-20 e que estreou como auxiliar de Ailton na goleada para o Corinthians, é benquisto no clube e pode receber uma chance em 2021, seja ainda nesta edição do Brasileirão ou até para a próxima temporada. Se os resultados não aparecerem com Marcão, portanto, o Tricolor, ainda que não admita de maneira oficial, pode acabar recorrendo ao mercado da bola por um novo treinador.

O JOGO
Para encarar o Sport, Marcão fará três mudanças na equipe. Os volantes Yuri Lima e Hudson deixam o time, assim como o atacante Wellington Silva. Martinelli ganha uma vaga no meio-campo, enquanto Lucca e Luiz Henrique atuarão ao lado de Fred no setor ofensivo.

O Sport também tem um problema para a partida no Rio de Janeiro. O meia Thiago Neves está suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo e será substituído por Betinho. Em compensação, o zagueiro Iago Maidana está de volta ao time.

FLUMINENSE
Marcos Felipe; Calegari, Luccas Claro, Matheus Ferraz, Danilo Barcelos; Martinelli, Yago Felipe, Michel Araújo; Lucca, Fred, Luiz Henrique. T.: Marcão

SPORT
Luan Polli; Raul Prata, Maidana, Adryelson, Júnior Tavares; Marcão, Ronaldo Henrique, Betinho, Patric; Dalberto, Marquinhos. T.: Jair Ventura

Estádio: Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Horário: 19h deste sábado
Juiz: Héber Roberto Lopes (SC)

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube