Fechar

logo

Fechar

Flamengo perde e vê sonho do título ficar mais distante

Da redação com Folhapress. Publicado em 24 de janeiro de 2021 às 18:24.

Foto: Alexandre Vidal / CRF

Foto: Alexandre Vidal / CRF

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) – Em jogo disputado neste domingo (24) na Arena da Baixada, o Athletico venceu o Flamengo por 2 a 1, resultado que deixa os cariocas a sete pontos do líder Internacional, que venceu por 2 a 1 o rival Grêmio.

Os donos da casa abriram o placar com Abner, mas viram os rubro-negros empataram com Gustavo Henrique. Na etapa final, Kayzer deu números finais ao jogo. A partida em Curitiba foi marcada mais por transpiração do que por inspiração dos dois lados, mas venceu a equipe mais organizada e com mais gás em campo.

Na próxima rodada, o Flamengo visita na quinta (28) o Tricolor gaúcho, na Arena do Grêmio. Os atleticanos encaram no domingo (31) o Ceará, às 19h, no Castelão.

O Flamengo entrou com uma fita negra em seu uniforme. O gesto foi de luto pela morte de quatro jogadores e o presidente do Palmas, vítimas de um acidente aéreo. O piloto também perdeu a vida na tragédia.

JOGO
O Athletico entrou em campo posicionado de forma a atrair o Flamengo para o seu campo. Diante de um rival que teve dificuldades na construção, os donos da casa se soltaram mais e passaram a fazer o balanço de um lado para o outro, o que confundiu a defesa do Fla. Com espaços pelos lados, os atleticanos atormentaram a vida de Isla e Filipe Luís, mas faltou mais contundência. Na base do contra-ataque, Khellven cruzou para Kayzer, que se antecipou e venceu Hugo.

O lateral-esquerdo Abner, autor do gol que abriu o placar em Curitiba, foi a melhor arma ofensiva do Furacão. O jogador se infiltrou sempre nas costas de Isla e levou muito perigo. Aos 33, Arrascaeta bateu falta e Gustavo Henrique cabeceou sem chances para Santos.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

Após as partidas intensas disputadas nas vitórias contra Goiás e Palmeiras, o Flamengo foi um time lento e que não conseguiu impor um ritmo forte em momento algum. Sem imaginação, o time jogou de forma espaçada e foi facilmente anulado pela zaga rival.

Isolado entre os zagueiros, Gabigol não recebeu bolas em condições e batalhou sozinho na frente. O técnico Rogério Ceni tentou mudar, mas o time tentou mais na base do abafa do que na organização.

Aos 37 do segundo tempo, Kayzer se antecipou e arrematou para o gol e finalizou a partida os atleticanos.

ATHLETICO-PR
Santos; Jonathan (Khellven), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Richard (Zé Ivaldo), Christian (Alvarado), Fernando Canesin (Jadson) e Carlos Eduardo (Vitinho); Nikão e Kayzer. Técnico: Paulo Autuori

FLAMENGO Hugo; Isla (Matheuzinho), Gustavo Henrique, Willian Arão e Filipe Luís; Gerson, Diego, Everton Ribeiro (Pepê) e Arrascaeta (Rodrigo Muniz); Vitinho (Michael) e Gabigol (Pedro) Técnico: Rogério Ceni

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO-PR 2X1 FLAMENGO
Data: 24 de janeiro de 2021, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Competição: 32ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e José Eduardo Calza (RS)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)
Cartões amarelos: Jonathan, Nikão (CAP)
Gols: Abner (Athletico-PR), aos 24 minutos do primeiro tempo; Gustavo Henrique (Flamengo), aos 33 minutos do primeiro tempo; e Kayzer (Athletico-PR), aos 37 minutos do segundo tempo.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube