Fechar

Fechar

Fernandinho, como no 7 a 1, repete falhas em nova queda do Brasil em Copas

Da redação com Folhapress. Publicado em 6 de julho de 2018 às 18:08.

KAZAN, RÚSSIA (FOLHAPRESS) – Remanescente do 7 a 1 em campo ao lado de Marcelo, Paulinho e Willian, Fernandinho viveu noite -tarde no Brasil- desastrosa na Rússia nesta sexta (6). Se em 2014, contra a Alemanha, o volante errou em um dos gols e foi substituído ainda no intervalo, desta vez, contra a Bélgica, ele falhou nos dois da derrota por 2 a 1.

As falhas de Fernandinho quatro anos depois do Mundial do Brasil foram determinantes para a eliminação da seleção no Mundial da Rússia, ainda nas quartas de final.

Em Kazan, o meio-campista substituiu Casemiro, principal ladrão de bolas do time de Tite, mas que foi obrigado a cumprir suspensão automática por levar dois cartões amarelos -um contra a Suíça, na estreia, e outro diante do México, nas oitavas.

E o jogador do Manchester City começou o jogo com azar.

Sorte dos belgas, que abriram o placar aos 12 minutos por falha de Fernandinho. Em cobrança de escanteio, Kompany saltou, desviou, e a bola bateu em Fernandinho antes de morrer nas redes de Alisson.

foto: divulgação/CBF

foto: divulgação/CBF

Do outro lado do campo, a Bélgica estava inspirada. Hazard e De Bruyne, principalmente. E Lukaku, pela frente, disputava todas as bolas. Foi com o camisa 9 que os europeus encontraram o caminho para ampliar o placar. Justamente em nova falha de Fernandinho.
Em uma de suas poucas aparições no meio de campo durante a etapa inicial, o volante brasileiro perdeu a posse de bola para Lukaku no campo de defesa e ficou na saudade quando o camisa 9 se mandou ao ataque e rolou para De Bruyne ampliar.

Há quatro anos, contra a Alemanha, Fernandinho também falhou em lance de certa forma semelhante: o quarto gol do 7 a 1 saiu após o jogador perder a bola na intermediária. Khedira aproveitou e tocou para Kroos livre ampliar a goleada alemã.

Na Rússia nesta sexta, o Brasil acabou a primeira metade do jogo perdendo por 2 a 0, placar que jamais foi revertido em uma Copa do Mundo quando obtido antes do intervalo ao longo da história.

Os gols da Bélgica também ajudaram a silenciar a Arena Kazan: a imensa maioria de brasileiro, antes em festa nas arquibancadas, passou a apenas assistir calado o restante da partida.

No segundo tempo, Fernandinho não melhorou e destoou no meio de campo da seleção. Aos 4 minutos, errou um passe com Marcelo ao seu lado. Aos 16, outro passe errado. Essa nova falha quase deu à Bélgica seu terceiro gol, mas Hazard mandou o contra-ataque para fora.

Apesar dos erros, Tite manteve Fernandinho em campo. Tirou Willian para entrada de Firmino, colocou Douglas Costa no lugar de Jesus e Renato Augusto na vaga de Paulinho.

Renato Augusto diminuiu, aos 30 minutos, e incendiou o jogo. Minutos depois, quando o Brasil dominava, Fernandinho levou cartão amarelo por falta em Hazard. No fim, não deu para a seleção.

Eliminado, o Brasil volta mais cedo para casa, longe do hexacampeonato. A Bélgica foi à semifinal em busca de seu primeiro título.
Já Fernandinho, na próxima Copa do Mundo, no Qatar, em 2022, será veterano: vai estar com 37 anos.

Por: CAMILA MATTOSO, DIEGO GARCIA, LUIZ COSENZO E SÉRGIO RANGEL

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube