Fechar

Fechar

Erro de arbitragem na Segundona repercute nacionalmente e FPF emite nota

Da Redação. Publicado em 15 de agosto de 2017 às 14:51.

A polêmica do gol que deu a vitória ao Nacional de Patos sobre o Nacional de Pombal na estreia da Segunda Divisão do Campeonato Paraibano, que aconteceu no último sábado (12), está longe de ter fim.

O que aconteceu foi: aos 39 do segundo tempo, o Nacional de Pombal, que perdia por 1 a 0, empatou o jogo após Manu converter cobrança de pênalti, e sete jogadores do time pombalense foram para perto do alambrado, fora de campo, comemorar com a torcida. Os jogadores do Nacional de Patos bateram rapidamente o meio campo, e Rhuan passou a bola para Jó Boy, que avançou sozinho, já que os adversários ainda não haviam retornado ao gramado de jogo, e marcou o gol que garantiu a vitória ao campeão paraibano de 2007.

O vice-presidente do Camaleão, Caio Bezerra,  já declarou que irá ao TJD-PB pedir anulação do tento marcado irregularmente e ver quais são os rumos que a partida pode tomar após essa decisão.

– Vamos entrar com uma ação junto ao Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Paraibana de Futebol, solicitando a anulação do segundo gol do Nacional de Patos. Após o Nacional de Pombal marcar o gol de empate, oito jogadores foram comemorar, fora das quatro linhas, junto ao alambrado com a torcida. Mesmo assim, o árbitro reiniciou a partida, permitindo que o Nacional de Patos marcasse o segundo gol. Nunca se viu isso no futebol. Nosso time não tinha intenção de retardar a partida – disse ao Jornal Correio da Paraíba.

De tão surreal, o lance ganhou destaque nacional no programa Bem Amigos, do canal de TV por assinatura Sportv, e o ex-árbitro Arnaldo César Coelho confirmou a irregularidade do lance. Ele disse não entender o motivo para o juiz autorizar o reinício da partida com tantos jogadores fora de campo.

Foto: Reprodução / Sportv

Em meio a tanta repercussão negativa, a Federação Paraibana de Futebol divulgou uma nota na manhã desta terça-feira (15) afirmando que já começou a apurar os fatos com sua comissão de arbitragem, e que, caso comprovada a má-fé do árbitro do jogo, Diogo Roberto, as devidas punições serão tomadas.

Confira a nota da FPF.

O presidente da Federação Paraibana de Futebol, Amadeu Rodrigues, ao saber dos acontecimentos no jogo envolvendo as equipes do Nacional de Patos e Nacional de Pombal, sabado passado, no Estádio José Cavalcante, pela Segunda Divisão, relacionados a arbitragem, deixa claro que sua administração não compactua com fatos, se comprovados, que venham denegrir a imagem do futebol paraibano e que tão logo tomou conhecimento do problema convocou a comissão de arbitragem e os árbitros para apurar o caso, garantindo o contraditório.
Os fatos já estão sendo apurados e se comprovado o dolo do árbitro e de seus auxiliares, os mesmos serão punidos, afastados imediatamente.

A Federação vai sempre estar do lado da razão, jamais da paixão.

Amadeu Rodrigues
Presidente da FPF.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube