Fechar

logo

Fechar

Cruzeiro empata com o Náutico e segue na zona de rebaixamento na Série B

Da redação com Folhapress. Publicado em 25 de outubro de 2020 às 19:26.

Foto: Ascom/Cruzeiro

Foto: Ascom/Cruzeiro

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) – No segundo jogo sob o comando de Felipão, o Cruzeiro arrancou um empate por 1 a 1 contra o Náutico, neste domingo (25), no estádio dos Aflitos, pela 18ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. A equipe da casa saiu na frente com Vinícius, mas a Raposa conseguiu a igualdade já nos últimos minutos de jogo, com Airton.

A partida era muito importante para o Cruzeiro, que poderia ultrapassar o próprio Náutico e deixar a zona de rebaixamento em caso de vitória. Como ela não veio, além de permanecer no Z-4, o time vai aos 17 pontos e segue na 18ª colocação. O Náutico perde a chance de se descolar da degola e está um pouco acima, com 19 pontos.

Vinícius foi um dos destaques da partida. Além de marcar o gol do Náutico, também colaborou com boas jogadas e errou pouco em suas participações. No lado do Cruzeiro, boa participação também de Patrick Brey, que entrou no lugar de Matheus Pereira e terminou o jogo com a assistência para o gol de empate.

Isolado no ataque, Marcelo Moreno pouco pegou na bola e foi um dos piores. As oportunidades que surgiram foram em sua maioria pelo alto, mas não encontraram o atacante porque ele se posicionava mal ou os cruzamentos saíam com má qualidade. Sua primeira chance real de finalização foi no segundo tempo, mas foi mal concluída a gol.

Tecnicamente, a partida não foi das melhores. Apesar de equilibrado e de muita luta dos dois lados, o primeiro tempo da partida teve poucos momentos de emoção. O Náutico chegou mais ao gol e marcou no chute rasteiro de Vinícius, da entrada da área. Kieza ainda perdeu uma boa chance e Fábio fez boa defesa na cobrança de falta de Jean Carlos.

Na equipe de Felipão, o Cruzeiro perdeu força após a saída de Arthur Caíke, lesionado. Em um time que poucos jogadores sabiam o que fazer, a melhor chance foi na cabeçada para fora do zagueiro Ramón.

O Náutico vem sofrendo com a pontaria descalibrada e isso ficou claro na partida. Por duas vezes, Kieza e Erick invadiram a área celeste, mas concluíram mal ao gol de Fábio. No primeiro tempo, Ramón conseguiu salvar o gol em cima da linha. Na etapa final foi a vez de Cacá salvar a Raposa da mesma forma.

Apesar das chances desperdiçadas pelo Náutico, a partida estava caminhando seu fim com a vitória dos mandantes. O Cruzeiro atacava na base do abafa, mas já sem tanta organização. Mas de tanto insistir, o gol de empate acabou saindo na bola aérea e com a ajuda de quem saiu do banco.

Fábio iniciou o contra-ataque e Patrick Brey, pelo lado esquerdo, colocou a bola na cabeça de Airton, que testou firme para empatar o jogo.

Com mais cinco minutos de acréscimos e dez para serem jogados, a partida ganhou emoção que teve poucas vezes, mas nenhuma das equipes conseguiu mexer novamente no marcador.

NÁUTICO:
Jefferson; Hereda, Carlão, Camutanga, Kevyn; Rhaldney, Jhonnatan (Djavan), Jorge Henrique (Erick), Jean Carlos (Marcos Vinícius); Vinícius (Alvaro), Kieza. T.: Juninho Lola (auxiliar de Gilson Kleina)

CRUZEIRO
Fábio; Rafael Luiz, Cacá, Ramón, Matheus Pereira (Patrick Brey); Adriano, Jadsom Silva (Filipe Machado); Régis (Welinton), Marquinhos Gabriel (Sassá), Artur Caíke (Airton); Marcelo Moreno. T.: Felipão

Estádio: Aflitos, em Recife (PE)
Juiz: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Cartões amarelos: Camutanga, Rhaldney, Jorge Henrique (Náutico); Marquinhos Gabriel, Ramón, Cacá, Welinton (Cruzeiro)
Gols: Vinícius, aos 20min do primeiro tempo (Náutico); Airton, aos 40min do segundo tempo (Cruzeiro)

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube