Fechar

logo

Fechar

Corinthians vence Coxa e respira na luta contra o rebaixamento

Da redação com Folhapress. Publicado em 26 de novembro de 2020 às 7:40.

Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Corinthians venceu o Coritiba por 1 a 0, nesta quinta (25), no Couto Pereira, válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Timão, que contou com Jô, Roni e Lucas Piton como as principais novidades na escalação inicial, dominou os “donos da casa” em grande parte do jogo. O gol do time paulista, aliás, foi marcado pelo lateral esquerdo Fábio Santos em cobrança de pênalti aos 20 minutos do primeiro tempo.

Com a vitória, o Corinthians “respira” na luta contra o rebaixamento. O time de Vagner Mancini pulou para a nona colocação, com 29 pontos. O Coritiba, por sua vez, continua na zona de degola, na 18ª colocação, com 20 pontos.

O Corinthians volta a campo na próxima quarta-feira (2), às 21h30 (de Brasília), no Castelão, pela 24ª rodada da competição. Já o Coxa encara o Red Bull Bragantino no dia 5, às 21h (de Brasilia), no Couto Pereira.

QUEM FOI BEM: FAGNER E LUAN
Fagner e Luan, jogadores vitoriosos em suas carreiras e criticados nesta temporada, se destacaram no jogo. O lateral foi bastante ofensivo e causou perigo a defesa do Coritiba, enquanto Luan mostrou habilidade e se movimentou bastante entre o meio-campo e o ataque. O camisa 7, inclusive, colaborou na marcação do meio-campo.

QUEM FOI MAL: ROBSON
O atacante do Coritiba, Robson, praticamente não causou perigo para a defesa do Corinthians. O jogador foi inofensivo no jogo e só “apareceu” após bater cabeça com cabeça com Bruno Méndez em disputa de bola pelo alto.

PITON APROVADO NO MEIO
Vagner Mancini escalou o jovem lateral no meio-campo, atuando na frente de Fábio Santos, na “segunda linha” do lado esquerdo. Revelado no futsal do Corinthians e com passagens pela seleção brasileira da modalidade, Piton se destaca pela qualidade técnica.

Nesta noite, ele ajudou bastante Luan na armação de jogadas, além de fazer a cobertura e conceder mais liberdade para Fábio Santos “subir” ao ataque.

CRONOLOGIA DO JOGO
O Corinthians entrou em campo no esquema 4-4-2, com duas linhas de quatro. Luan atuou adiantado com Jô no ataque, mas voltava para compor o meio. Assim, o time de Vagner Mancini variava o esquema para o 4-4-1-1. Na segunda linha, Roni (direita) e Lucas Piton (esquerda) atuaram abertos, com Xavier e Gabriel por dentro.

O Corinthians foi intenso e jogou bem desde o início. O time se mostrou mais leve com a escalação de Vagner Mancini, que optou por Lucas Piton e Roni como novidades no meio-campo. Como Roni atuou aberto do lado direito, Fagner ganhou mais liberdade e se tornou uma das armas mais perigosas do Timão. Logo no início da partida, o camisa 23 cruzou para Jô, que quase abriu o marcador.

Placar que não demorou muito para ser inaugurado, aliás. Aos 20 minutos, após Lucas Piton finalizar dentro da área, a bola bateu no braço de Maílton. Com revisão do VAR, o árbitro Leandro Vuaden marcou pênalti. Na cobrança, Fábio Santos fez 1 a 0.

No segundo tempo, o Corinthians não conseguiu manter a intensidade, apesar de continuar consistente na partida. O Coritiba se mostrou inofensivo e dominado durante quase os 90 minutos. O time paranaense não conseguiu infiltrar na defesa corintiana e só assustou em poucos chutes de fora e área.

Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Cássio ficou no banco de reservas contra o Coritiba. O goleiro sentiu o músculo posterior da coxa esquerda durante o aquecimento. Como Walter se destaca tecnicamente e sempre pressiona a vaga de titular de Cássio, o técnico Vagner Mancini optou por escalar Walter e deixar o camisa 12 no banco de reservas. Vale ressaltar que o ídolo corintiano foi o único goleiro reserva no banco, já que a comissão técnica não levou o terceiro goleiro para Curitiba.

CORITIBA
Wilson; Maílton, Rhodolfo, Sabino e William Matheus; Matheus Bueno (Osman) e Matheus Sales (Matheus Galdezani); Rafinha, Mattheus Oliveira (Pablo Thomaz) e Giovanni Augusto (Sarrafiore); Robson (Brayan). Técnico: Rodrigo Santana

CORINTHIANS
Walter; Fagner, Bruno Méndez, Gil e Fábio Santos; Gabriel (Éderson) e Xavier (Camacho); Roni (Gabriel Pereira), Luan (Cazares) e Lucas Piton (Everaldo); Jô. Técnico: Vagner Mancini

Local: Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Jorge Eduardo Bernardi e José Eduardo Calza (ambos do RS)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)
Cartões amarelos: Maílton, Giovanni Augusto (COXA); Luan, Fagner (COR)
Gol: Corinthians: Fábio Santos, aos 20 minutos do 1º tempo

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube