NO ALMEIDÃO

Com direito a “lei do ex”, Confiança complica Botafogo-PB na Série C

27/08/2017 às 18:10

Fonte: Da Redação

Na tarde deste domingo (27), o Botafogo-PB completou um turno de derrotas na Série C do Campeonato Brasileiro. Jogando no Almeidão, o time da capital do estado foi derrotado pelo Confiança-SE, e agora está mais perto do que nunca da zona de rebaixamento.

Muito modificado, o time treinado por Ademir Fonseca teve boa atuação, principalmente nos minutos iniciais, com mais posse de bola e bom volume de jogo. Jogando com Roger Gaúcho e Marcinho no meio campo, o tme tinha mais presença no campo do adversário, que se defendia e tentava sair nos contra ataques.

O primeiro lance de perigo botafoguense saiu aos 17 minutos, quando Marcinho bateu escanteio da direita e André subiu no terceiro andar para cabecear no canto direito de Genivaldo, mas a bola passou raspando a trave e foi para fora.

O Belo ensaiava uma pressão e dois minutos depois foi a vez de Roger Gaúcho assustar com um chute do lado direito da área que obrigou Genivaldo a fazer uma defesaça de mão trocada, espalmando a bola que ia no ângulo, evitando o primeiro gol do jogo.

Aos 24, Dico recebeu lançamento pela esquerda, invadiu a área e chutou de pé esquerdo, mas Genivaldo fechou bem o ângulo e fez a defesa.

Melhor no jogo, o Botafogo-PB pagou por não conseguir marcar. Aos 41 minutos a bola foi cruzada da esquerda, Rafael Villa cabeceou para o meio da área, onde não tinha ninguém. Mas Michel Alves espalmou para o meio, a bola bateu em Bruno Costa e entrou. O Dragão ficava na frente do placar.

Foto: Ascom / FPF

Segundo tempo

O Belo voltou do intervalo sem mudanças, mas com o domínio do Confiança nos primeiros minutos, Ademir Fonseca fez dupla substituição logo aos 7 minutos, quando sacou Lito e Rafael Oliveira – que saiu sob os gritos de “pipoqueiro” -, e colocou Cleyton e Warley em campo.

As mudanças surtiram efeito e aos 11 do primeiro tempo Dico fez boa jogada pela esquerda, cortou para o meio e chutou. A bola foi para a entrada da área, onde Cleyton apareceu chutando de pé direito, e a redonda passou com muito perigo, tirando tinta da trave direita de Genivaldo.

O Confiança respondeu dois minutos depois, quando Frontini foi lançado, driblou Plínio e chutou de esquerda, mas Michel Alves fez uma grande defesa e salvou o Belo.

Marcinho, que voltou a ser titular, fez uma partida bastante apagada e acabou sendo substituído aos 20 minutos, quando Carlos Renato entrou para atuar na linha de meio campo, aberto pela esquerda.

O empate do Botafogo-PB saiu aos 25 minutos com um golaço. Sapé cruzou da direita e Warley acertou um lindo voleio para deixar tudo igual no Almeidão.

Depois do gol o Botafogo-PB não conseguia manter a pressão, e o Dragão se aproveitou e quase voltou a frente do placar aos 36 minutos, quando Frontini foi lançado e recebeu nas costas da defesa, chutou de pé direito e mandou a bola na trave esquerda de Michel Alves.

O drama botafoguense aumentou aos 40 minutos. Como sempre, em lance de bola parada, Frontini subiu mais que todo mundo e aplicou a lei do ex para colocar o Confiança novamente a frente do placar.

A oitava derrota do Botafogo-PB nos últimos nove jogos deixa o time na oitava colocação da tabela, com 17 pontos, mesma pontuação do Moto Club-MA, primeiro time na zona de rebaixamento. O Confiança-SE chega a 19 pontos e fica na sétima posição. Na sexta-feira (01), o Belo recebe o lanterna ASA-AL às 21h no estádio Almeidão.

Ficha técnica

Botafogo-PB 1 x 2 Confiança-SE

Campeonato Brasileiro Série C (Grupo A – 16ª rodada)
Estádio: Almeidão (João Pessoa)

Arbitragem: Igor Junio Benvenuto; Márcio Eustáquio Santiago e Ricardo Junio de Souza

Gols: Warley (B); Bruno Costa (contra), Frontini (C)
Cartões amarelos: Sapé, Djavan (B); Frontini, Álvaro, Arlan (C)

Botafogo-PB: Michel Alves, Lito (Cleyton), Plínio, André, Bruno Costa; Djavan, Sapé, Marcinho (Carlos Renato), Roger Gaúcho; Dico, Rafael Oliveira (Warley). Técnico: Ademir Fonseca.

Confiança-SE: Genivaldo, Arlan (Flávio), Gabriel, Anderson, Radar; Diogo, Rafael Villa, Everton (Gilsinho), Tito; Álvaro (Thiago Silvy), Frontini. Técnico: Ailton Silva.

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons