Fechar

logo

Fechar

Ceará e Bahia sofrem com grama escorregadia do Castelão e ficam no empate

Da redação com Folhapress. Publicado em 9 de junho de 2019 às 11:23.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – No reencontro do técnico Enderson Moreira com seu antigo clube, Ceará e Bahia jogaram na noite deste sábado (8) e não saíram do empate em 0 a 0 no gramado escorregadio do Castelão, em duelo válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. O primeiro tempo foi morno, com poucas chances para os dois lados, e após o intervalo, foi a vez dos goleiros Douglas e Diogo Silva brilharem para garantirem a igualdade no placar.

Com o resultado, o Bahia chegou a terceiro lugar, com 14º pontos, enquanto o Ceará se manteve em 11º, com dez pontos conquistados.

O próximo compromisso do time de Fortaleza antes da pausa para a Copa América será na quinta-feira, às 19h15 (de Brasília), contra o Vasco em São Januário. Já o Bahia visitará o Internacional, quarta, no Beira-Rio.

Logo no primeiro minuto o Bahia já se mostrou mais ativo. Gregore puxou um contra-ataque com Fernandão, que mandou uma bomba de fora da área, só que errou a pontaria. Bergson devolveu a “gentileza” e mandou a bola seguinte pela linha de fundo.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

Aos dez minutos, Enderson sacou Rick para entrada de Leandro Carvalho e o Ceará passou a criar mais chances, mas Douglas foi muito bem contra as investidas de Galhardo. Do outro lado do campo, Arthur Caíke e Fernandão criavam as principais jogadas do Bahia, mas Diogo Silva também travou as investidas. Galhardo ainda teve mais uma chance ao receber uma bola nas costas de Moisés, mas não aproveitou.

A resposta do Bahia veio no final do primeiro tempo, em cobrança de escanteio. Os lances foram parecidos: em cobranças de escanteio, Fernandão – que substituiu Gilberto e foi bem – escorou para Arthur Caíke, mas primeiro ele mandou por cima do travessão, depois carimbou a trave.

Nos minutos finais da partida, os times ensaiaram reações e tentaram imprimir mais velocidade na saída de bola. Ricardinho deu trabalho mais uma vez a Douglas, mas ficou por isso mesmo: só um ponto para cada lado.

CEARÁ
Diogo Silva; Samuel Xavier, Valdo, Luiz Otávio e Thiago Carleto; Fabinho, Ricardinho (Pedro Ken), Fernando Sobral e Thiago Galhardo; Rick (Leandro Carvalho) e Bergson (Romário Rodrigues).
T.: Enderson Moreira

BAHIA
Douglas Friedrich; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca e Moisés; Gregore, Elton (Ramires) e Douglas; Artur, Fernandão (Rogério) e Élber (Arthur Caíke).
T.: Roger Machado

Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Bruno Salgado Rizo (ambos de SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira de Amaral, com o auxílio de Marcio Henrique de Gois (SP)
Cartões amarelos: Samuel Xavier, Gregore, Ricardinho

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube