RÉPLICA

Botafogo-PB responde Treze e presta solidariedade à FPF

22/03/2018 às 20:12

Fonte: Da Redação

Na guerra do Clássico Tradição dos bastidores, com solicitações, liminares, pareceres e notas de repúdio, o Botafogo-PB respondeu ao Treze no final da tarde desta quinta-feira (22).

Horas antes, o Galo divulgou uma mensagem em seu site oficial detonando a Federação Paraibana de Futebol (FPF), o que foi repudiado com igual veemência pelo Belo. O time pessoense também usou sua homepage para declarar solidariedade à entidade que manda no futebol estadual.

Confira a íntegra da publicação botafoguense.

Nota Oficial

O Botafogo Futebol Clube vem a público repudiar veementemente as acusações deturpadas feitas maliciosamente pelo Treze Futebol Clube de Campina Grande e prestar solidariedade à Federação Paraibana de Futebol  (FPF), vítima de uma perseguição promovida com o objetivo de ludibriar a opinião pública descredibilizar as instituições do futebol paraibano.

É oportuno informar que o Botafogo, desde o início, buscou na instância competente da Justiça Desportiva um direito que lhe era assistido conforme regulamento da competição. Em todos os momentos, o Botafogo Futebol Clube lutou pelo que era justo, conquistado dentro do campo, sempre respeitando as devidas instâncias e o regulamento.

Desta forma, diante de tudo que foi distorcido com interesses escusos pelo adversário, o Botafogo esclarece que:

1. Em todos os pleitos movidos junto à FPF, o Botafogo não foi atendido em NENHUM deles. Ou seja, o adversário permaneceu com os benefícios para a fase semifinal do Campeonato Paraibano de 2018.

2. Quanto à solicitação do árbitro da FIFA, feito pelo adversário, o artigo 26 do Regulamento da competição é translúcido: “Art. 26 – o clube MANDANTE poderá solicitar sorteio de árbitros de outro Estado, desde que o faça com antecedência mínima de três dias antes da partida, através de ofício à FPF, anexando a este crédito bancário de R$ 20.000,00 na conta corrente da Federação”. Tendo em vista que o Botafogo Futebol Clube é mandante do jogo do próximo dia 25 de março, não cabe ao adversário esse tipo de solicitação. A verdade prevalece.

3. Antes mesmo do Botafogo fazer uso do seu direito como mandante da partida e solicitar o intercâmbio do trio de arbitragem, conforme previsto na resolução nº 01/2018 da Diretoria da FPF, o próprio adversário buscou uma arbitragem de fora da Paraíba. Logo, não pode questionar tal dispositivo, ora acionado pelo Botafogo dentro daquilo que lhe é conveniente e permitido.

4. Fica translúcida a tentativa contumaz do adversário de criar factóides para conturbar ainda mais o Campeonato Paraibano. Ora disseminando inverdades, ora destilando ódio contra todos: Federação, Tribunal de Justiça Desportiva da Paraíba, árbitros paraibanos e clubes. O Botafogo confia na FPF, reconhecendo a transparência e presteza da coordenação de seu presidente, Amadeu Rodrigues. Não existe qualquer conspiração contra o adversário ou qualquer outro clube, a FPF, e muito tempo, é pelo futebol da Paraíba.

Por fim, diante do exposto, o Botafogo Futebol Clube reitera sua solidariedade a todos que foram atacados com inverdades e distorções pelo adversário, principalmente a FPF e o TJD-PB. O Botafogo Futebol Clube buscou o que lhe era direito, agiu sempre em consonância com a lei e respeitou todos os agentes envolvidos. O Botafogo jamais buscou a esfera jurídica para conquistar nos tribunais, aquilo que, com competência a altivez, ganhou dentro de campo. 

A Direção.

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons